segunda-feira, 5 de julho de 2010

Semana da Venezuela no Recife


O Consulado Geral da Venezuela promove de 05 a 10 de julho, a Semana da Venezuela no Recife. O evento que foi criado para comemorar os 200 anos do processo revolucionário e de emancipação do país, iniciado em 19 de abril de 1810, bem como, retratar uma visão sobre a identidade nacional dos valores do povo venezuelano.


Um dos principais nomes da música venezuelana, a cantora Cecília Todd se apresenta pela primeira vez no Recife com shows que mesclam o erudito com tradições populares.

 No dia 8, a artista toca no Sítio Histórico de Igarassu, às 20h. Cecília vem ao Recife para show no Teatro Santa Isabel, a partir das 20h.  

A parte cinematográfica acontece no Cinema São Luís de segunda (5) até quinta (8), sempre às 19h e na sede do Consulado (Avenida Conselheiro Aguiar, em Boa Viagem) na sexta (9).  A entrada é franca.




Confira a programação:

Dia 5
Manuela Sáenz - A Libertadora do Libertador (2000)
De Diego Rísquez. Em 1856, em um navio baleeiro, chega a Paita o último reduto do Peru, o jovem marinheiro Herman Melville. Ao descobrir que, naquele lugar, vive Manuela Sáenz, o maior amor de Simon Bolívar, ele resolve procurá-la e conhecer a história da mulher que chocou o continente há 30 anos.

Dia 6
El Caracazo (2005)
De Román Chalbaud. Em 27 de fevereiro de 1989, uma manifestação contra o aumento do preço das passagens desencadeia protesto que chega até Caracas, provocando violenta repressão por parte do governo de Carlos A. Pérez, com centenas de vítimas. Mara Caparigua transmite seu testemunho dos fatos.

Dia 7
Zamora, terras e homens livres (2009)
De Luis Britto García. Em meados do século XIX, a polarização entre liberais e conservadores marca a agenda política da Venezuela. Camponeses e escravos vivem sob a tirania da oligarquia colonial e Ezequiel Zamora lidera luta pela distribuição equitativa das terras, marcando o fim das desigualdades sociais.

Dia 8
Miranda Regresa (2007)
De Luis Alberto Lamata. Um jovem jornalista entra na cela do general Francisco Miranda, na Caracas de 10 de julho de 1816, para que o militar lhe conceda uma entrevista. Durante o encontro, desencadeou-se uma volta ao passado, fazendo uma retrospectiva da vida daquele que é considerado o mais universal dos venezuelanos.

Dia 9
Macuro (2009)
De Hernán Jabes. Macuro, vila de pescadores do nordeste da Venezuela, é afetada por falta de energia. A comunidade procura ajuda de grande fábrica de cimento, que tem uma usina geradora. A resposta negligente da empresa provoca reação inesperada da população, acarretando conseqüências importantes.

Vale a pena conferir, até por que a cultura venezuelana é belíssima.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário