terça-feira, 1 de junho de 2010

Um Mistério para a Ciência

Domingo eu estava assistindo televisão quando me deparei com a manchete que falava a respeito de uma menina/adolescente parada no tempo. Na hora não entendi a que "tempo" necessariamente a reportagem se tratava, uma vez que existem pessoas paradas no tempo das mais diversas formas.
Mas, admito, que a história de Brooke Greenberg tocou meu coração e me lembrou de quanto somos felizes pelo simples fato de estarmos vivos e com saúde.

Segundo a reportagem Brooke tem 17 anos, mas tamanho e comportamento de 01, tem 10 kg e 76 cm. Se alimenta por meio de uma sonda, não sabe andar , apenas engatinha, não fala nenhuma palavra e só balbucia como um bebê de 06 meses. A esta altura deveria estar correndo por ai namorando, estudando , dirigindo, mas não, ela está há anos do mesmo tamanho sem alteração alguma.

Um estudo preliminar de seu DNA indicou que a sua incapacidade de crescer pode estar ligada a defeitos nos genes que fazem o resto da humanidade envelhecer. Se confirmada, a pesquisa pode dar aos cientistas uma nova compreensão do envelhecimento e até mesmo sugerir novas terapias para doenças ligadas à velhice.Walker e outros pesquisadores, incluindo Kenyon, acreditam que a descoberta da causa da condição de Brooke poderia ser uma maneira de apontar alguns desses genes. Superficialmente, Brooke, que vive com seus pais Howard e Melanie Greenberg e suas três irmãs em Reisterstown, um subúrbio de Baltimore, está congelada no tempo. Ela olha e age como se ela fosse uma criança pequena.

Brooke  nunca aprendeu a falar e ainda tem dentes de bebê. Também sofreu uma sucessão de problemas de saúde com risco de vida, incluindo os acidentes vasculares cerebrais, convulsões, 07 úlceras e problemas respiratórios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário