quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Opinião: Uma Semana Comum??

Esta semana foi repleta de acontecimentos no Rio de Janeiro que de modo particular me chamaram a atenção. Não apenas pelo aumento da crueldade, mas do fato das pessoas começarem a olhar para os fatos como algo normal/ corriqueiro.
O Rio de Janeiro que comemorou ser a sede da Copa de 2016 se viu nas televisões do mundo inteiro pela ação organizada dos traficantes e por vezes da derrota em termos de armamento da polícia brasileira.
Traficantes derrubaram um helicóptero da polícia e mataram oficiais que tinham família em casa.
O que me assusta em tudo isso, é que temos a sensação aliás, a péssima sensação de que esta situação não tem um dia para acabar e que se brincar as coisas ainda ficarão piores.
É terrível você ter a visão de que aqueles que foram incumbidos de nos defender são impotentes contra os que nos atacam.

O que fazem com todas as armas apreendidas pela polícia? Guardam em depósitos? E por que não se pega estas armas , que por vezes são de guerra e não colocam nas mãos da polícia para combater o crime? Por que não se dá condições reais de trabalho e de vida a estes profissionais?
Onde iremos parar se continuar assim? Acreditem, tenho medo da resposta. O Brasil vai investir milhões para a copa, mas por que não investe tanto quanto na segurança do país? Por que os nosso presídios continuam a servir de escola para aprendiz de bandido? E aqui , faço uma pergunta que pode incomodar aos defensores dos direitos humanos. Por que não se pensa em pena de morte nesta país? Não, eu não tenho pena de bandido, até por que alguém já viu criminoso com pena de nós?

Fico assistindo a milhares e milhares de histórias de tráfico, seqüestro , estupro , abuso contra crianças , maltratos contra os idosos e o que vejo ser feito em relação a isso? Nada.
As vezes fulano até vai preso, mas dias depois a nossa legislação que ao meu ver foi escrita pra bandido dá um jeitinho de soltar , de por na rua a mesma desgraça que amanhã vai cometer o mesmo crime só que com um outro inocente. A história se repete com personagens novos , pelo menos no que diz respeito ao defunto.

Odeio ter a sensação de estar me repetindo , de ser a que sempre reclama e bota a boca no mundo , mas será que sou a única incomodada com tanta palhaçada?
Depois teve o caso da morte do Evandro João da Silva coordenador do Afro Reggae, onde câmeras de segurança mostraram que se os policiais ao invés de terem ido ficar com o ganho dos assassinos tivessem socorrido a vítima , ela poderia estar viva. Fico pensando: como alguém consegue passar na rua , ver uma pessoa ferida e não tem a decência de chamar socorro? Será que endurecemos a este ponto? Onde está a nossa humanidade?
Onde iremos para se continuar assim?

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário