terça-feira, 30 de abril de 2019

Prefeita Madalena entrega premiações da Folia dos Bois e Ursos 2019

abril 30, 2019
Foto: Israel Leão
Na manhã desta terça-feira, dia 30 de abril, a prefeita de Arcoverde, Madalena Britto, juntamente com secretários municipais, fez a entrega em seu gabinete de premiações das troças vencedoras da Folia dos Bois e Ursos 2019. A solenidade também contou com as presenças da gerente da unidade do Sesc Arcoverde, Águida Cardeal, e do presidente da Liga Cultural dos Bois e Similares da Cidade - Licbois, Everaldo Marques.
“Com apoio da Licbois e do Sesc Arcoverde, a Prefeitura de Arcoverde investiu esse ano um montante de 30 mil reais só nos desfiles”, destacou o secretário de Turismo e Eventos, Albérico Pacheco, que em seguida detalhou o esforço que a gestão municipal vem tendo para manter a realização do ciclo carnavalesco na cidade, através de parcerias importantes.
A prefeita Madalena Britto saudou a todos, ressaltando a importância dos representantes da cultura popular arcoverdense para a manutenção dos ciclos carnavalesco e junino no município. “Nós temos o reconhecimento do trabalho que vocês realizam durante todo o ano para estas apresentações. E nós sentimos como vocês amam a arte que investem para saírem um mais bonito que o outro, numa competição sadia que existe nos grupos culturais de Arcoverde”, destacou a gestora municipal. “Estes são prêmios simbólicos pelo reconhecimento do trabalho de todos vocês e nós escolhemos este dia para efetivar a entrega”, concluiu Madalena.
Posteriormente, a prefeita deu início à distribuição das premiações de acordo com a classificação obtida por cada troça em 2019. Na Folia dos Ursos, o Boi Mimoso (1° lugar) recebeu o valor R$ 500,00; o Urso da Peleja (2° lugar), o valor de R$ 300,00; e para o Urso Fantástico (3° lugar), o valor de R$ 200,00.
No Grupo II (Acesso), o 1° lugar, Boi Misterioso, recebeu a premiação no valor de R$ 800,00; o 2° colocado, Boa Arco de Ouro obteve o valor de R$ 600,00 e para o 3° colocado, Boi Maluco, o valor de R$ 400,00.
E no Grupo I (Especial), o Boi Diamante que foi o 1° lugar e Troça Campeã Geral da Folia dos Bois, obteve a premiação de R$ 1.000,00. Já o 2° lugar, Boi Fantástico, recebeu o valor de R$ 700,00; e para o 3° lugar, Boi Estrela Solar, a premiação atribuída foi de R$ 500,00.
ASCOM

Poetiza Maria Alice Amorim lança o livro " Pelejas em Rede" nesta terça-feira em Arcoverde

abril 30, 2019

A pesquisadora e poetisa Maria Alice Amorim vem a Arcoverde nesta terça-feira, 30 de abril, lançar o livro Pelejas em Rede, que estuda as relações das poéticas de tradição de oralidade nos meios impressos e a internet. A obra sai pela Zanzar Edições, da própria autora, e recebeu incentivo do governo do estado através do Funcultura. O lançamento acontece à partir das 14h na Escola Monsenhor José Kehrle (Bairro Boa Esperança). O evento será aberto pela Banda de Pífanos São Sebastião e o Poeta George Silva.
Trata-se de uma obra ensaística em que o mote é a peleja. São as pelejas de cordelistas e repentistas que, há séculos, guardam variados códigos e simultaneamente entrelaçam elementos poéticos em processo de atualização, combinando formas fixas, ritmo, temas, em desafios ao vivo, desafios impressos, desafios mediados pela web. O trabalho é resultado de pesquisas sobre as poéticas de tradição oral que Maria Alice Amorim vem desenvolvendo, incansavelmente, a partir da década 1980. O tema foi, inclusive, aprofundado durante o mestrado e o doutorado, ambos cursados no programa de pós-graduação em Comunicação e Semiótica, na PUC-SP.
O livro contém 324 páginas, ilustradas, e minuciosa bibliografia sobre o assunto, o que certamente deverá garantir a sua classificação como obra de referência. Há, ainda, ao final da publicação, uma síntese preparada pela autora e traduzida para o espanhol e inglês, a fim de que o conteúdo da obra possa ser acessado mais amplamente. A tradução para o espanhol foi realizada pelo professor e tradutor cubano Ciro Uría. A versão em inglês ficou a cargo dos tradutores John Holtappel e Geraldo Maia. A pesquisadora e professora universitária Mônica Rebecca Ferrari Nunes escreveu o prefácio. O projeto gráfico e diagramação são assinados por Patrícia Cruz Lima. A impressão foi feita no parque gráfico da Cepe. A capa do livro é uma xilogravura do poeta, editor e gravurista Marcelo Soares.
Conforme a autora, essas redes, de que trata o livro, dizem respeito a recorrências de específico fazer poético, entrelaçam temáticas, modos de versificação, modos de operar poeticamente, e assim deixam vislumbrar os veios da tradição ao mesmo tempo em que exibem vivacidade e agudeza do aqui e agora: “são metáforas do mundo em continuidades e descontinuidades de espaço-tempo, em comunicação poética que, mesmo obedecendo a repertórios temáticos e regras formais, instaura novos modos do fazer poético e, simultaneamente, restabelece memórias seculares acionadas pela memória longa”.

LANÇAMENTO DO LIVRO PELEJAS EM REDE
Quando: 30 de abril de 2019
Horário: À partir das 14 h
Onde: Escola Monsenhor José Kehrle, Boa Esperança, Arcoverde/PE.
Acesso gratuito

Amannda Oliveira

Leandro Vaz ganha prêmio de melhor de cantor MPB no Prêmio da Música de Pernambuco

abril 30, 2019
Foto: Amannda Oliveira

O poeta malassombrado Leandro Vaz, ganhou na noite desta segunda-feira, 29 de abril, o prêmio de melhor cantor MPB no Prêmio da Música de Pernambuco pelo disco "Madrigal". O disco possui 12 canções autorais e inéditas como "Madrigal" que dá nome ao disco, além de "Contradições", "Eugenia", "O Brejeiro" que conta com a participação de Sevy Nascimento, " Maria Belíssima" com a participação do Maracatu Baque Mulher e " Amanhã" com a participação de Noé Lira. 

Leandro Vaz começou sua carreira no ano 2000. Em 2017, lançou o seu primeiro livro "Eugenia" e lançou em 2018 no segundo semestre o seu primeiro disco que conta com o Maestro Eduardo Espinhara que assina os arranjos.

A execução musical é assinada pelo próprio Leandro  (violão de nylon) e com músicos pernambucanos do interior e da Capital   (Brunno Morais - baixolão, violão de 12 e viola; Rubem França - violão de 8; Maycon Nazário - sopros; Sérgio Coringa - acordeão; Herlane Franciele - violoncelo; Alex Sandro - bateria e Everaldo - percussão).

A arte ficou por conta do designer Guilherme Luigi , que se utilizou de gravuras de Regina Carvalho inspiradas em ensaio fotográfico de Amannda Oliveira, de onde também foi extraída a foto central do encarte.

Foto: Amannda Oliveira

Madrigal vem da ideia sobre uma poética engenhosa e galante e é bem assim que se constrói toda poesia musical tecida primorosamente pelo compositor Leandro Vaz. Um trabalho que conta com letras próprias, além de uma singular poesia, misturando sentimentos diversos, torna-se até difícil escolher uma única loa, principalmente quando se reconhece que a parceria entre a viola ‘malassombrada’ e seu (en)cantador nos transporta para um sertão colorido, florido, cheio de vida, muito amor e gentilezas .

O CD "Madrigal" é uma realização do COCAR - Coletivo Cultural de Arcoverde e foi viabilizado financeiramente pelo Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura - FUNCULTURA.

Amannda Oliveira

segunda-feira, 29 de abril de 2019

Expo Festas e Eventos acontece em Arcoverde

abril 29, 2019

A SC Produções & Eventos realiza nos dias 04 e 05 de maio, na quadra do SESC Arcoverde, a primeira EXPO FESTAS E EVENTOS DO SERTÃO. Uma feira voltada para o mundo dos casamentos, 15 Anos, Bodas, Formaturas, Festas Infantis e muito mais. 

Lá o publico poderá encontrar profissionais das áreas de cerimonial, decoração, buffet, fotógrafo, cinegrafista, personalizados, vinhos e espumantes, espaço de eventos, estrutura para grandes eventos, empresa de aluguel de vestidos e ternos, empresa de aluguel de material para decoração, empresa de animação para festas infantis, cabelo e maquiagem. E você ainda poderá estar fechando seu evento com descontos especiais.

A entrada do evento é gratuita e a programação será da seguinte forma:

SÁBADO (04)

10h às 22h - Estandes abertos para visitação, para todos os tipos de festas e eventos.
10h às 14h - Programação do palco voltada para formatura.

14h às 19h - Programação do palco voltada para festas infantis.
19h30 - Solenidade especial da feira.

10h - Inicio da feira

11h - (Especial Formandos)
15h - Personagens infantis
16h - (Show Infantil)
19h30 - Show da Orquestra Phoenix (Belo Jardim)
20h30 - Desfiles
22h - Encerramento

DOMINGO (05)

11h às 19h - Estandes abertos para visitação, para todos os tipos de festas e eventos.
11h às 19h - Programação do palco voltada para casamento.

11h - Inicio da feira

12h - (Show)
16h30 - Bate papo sobre casamento entre cerimonialistas
17h30 - Show da A&M Musical e Eventos (Arcoverde)
18h30 - Desfiles
19h - Encerramento

Para maiores informações no Instagram @scproducoeseeventos ou entrar em contato com Sivonaldo César pelos telefones (87) 9.9907-4948 ou (87) 9.9133-6141.

Informações: Sivonaldo César

Itaíba: Regina comemora 57 anos de emancipação entregando R$ 1,6 milhão em obras

abril 29, 2019
Foto: Ronnei Tenório
"Estamos vivendo uma nova história, um município pequeno, de poucos recursos e que tanto já fez comemora seu aniversário entregando obras e ações como nunca se viu", com essas palavras a prefeita de Itaíba, Regina Cunha (PTB) sintetizou os dois anos de seu governo e as comemorações dos 57 anos de emancipação que ocorreram durante todo o dia com direito a Missa em Ação de Graças, corte de bolo, entrega de veículos, quadras e escolas construídas. 

Ao lado do vice-prefeito Valdo do Pipa, do deputado estadual e secretário de Turismo do Estado Rodrigo Novaes, deputado federal Ricardo Teobaldo; o presidente da Câmara, Jorge Pereira; os vereadores Jaci, Dindo, Essio Tenório, Eraldo e Zelton; secretários e da população, a prefeita Regina teve muito o que comemorar. Em um só dia a prefeita entregou R$ 1,6 milhão em obras. 
Logo após as missa na Igreja Matriz Nossa Senhora Mãe dos Homens, aonde o padre ressaltou em suas palavras que o governo fez muito nestes dois anos, mas ainda era preciso fazer mais, a prefeita discursou na Praça Coronel Francisco Martins para saudar o aniversário da cidade e anunciar a entrega de dois veículos novos à Secretaria de Educação e a entrega de 3.500 mil mobiliários entre bancas escolares e birôs para todas as escolas do município, num investimento de mais de 840 mil reais. Ainda na praça, a prefeita recebeu do secretário de Turismo e deputado estadual, Rodrigo Novaes, a garantia de recursos da ordem de R$ 1,5 milhão para obras de calçamento. Segundo Novaes, os recursos já estão disponíveis junto ao Governo do Estado aguardando apenas os projetos do município para sua liberação. 

Após a solenidade na cidade, a prefeita Regina Cunha inaugurou a quadra poliesportiva do Jirau, num investimento de mais de R$ 470 mil e anunciou a construção de uma escola de 10 salas aulas e uma Academia da Saúde. O ginásio que conta com banheiros e vestuários masculinos e femininos, além de palco, foi uma das promessas da prefeita e faz parte do projeto de criação de uma rede de lazer e esportes nos principais pontos do município. Regina já entregara a reforma da quadra de Itaíba e a construção da quadra poliesportiva do Distrito de Negras.

Ainda nas comemorações dos 57 anos de Itaíba, a prefeita encerrou a maratona de inaugurações com a entrega das obras de reforma e ampliação da escola Santa Quitéria, aonde foram investidos R$ 204 mil. A unidade ganhou 02 novas salas, mobiliário novo, ar-condicionado em todas as salas de aula, fardamento e kit escolar para todos os alunos e internet. A unidade que até 2016 funcionava precariamente com apenas 3 funcionários, hoje conta com 21 profissionais de professores ao pessoal administrativo. 

Para a prefeita Regina Cunha, este 28 de abril foi um dia mais que especial, aonde entregou as obras que o povo esperava e recebeu a garantia de obras e recursos dos deputados Ricardo Teobaldo (Federal), que esteve pela primeira vez no município ao lado da prefeita, e Rodrigo Novaes (Estadual).

"Minha felicidade é saber que nosso povo está feliz, com sua autoestima cada vez mais alta e temos agora dois parceiros, Ricardo e Rodrigo, para nós ajudar a fazer ainda mais por Itaíba", concluiu Regina.

As festividades se encerraram à noite com os shows de Vilões do Forró, Matheus e Kauan e Pedrinho Pegação no Parque de Exposições de Itaíba, aonde uma multidão comemorou a festa da emancipação.

Informações: Paulo Edson

Pitty lança "MATRIZ"

abril 29, 2019

Tem Bahia como nunca e tem rock como sempre no quinto álbum de estúdio de Pitty, mas, antes de colocar “MATRIZ” (Deck) para rodar, convém desmontar a “roqueira baiana Pitty”, conforme dizíamos, na falta de referências melhores, nos tempos de “Máscara”, os tempos dos prêmios da MTV Brasil, os tempos da menina de testa franzida se impondo no ambiente "testosteronado" do rock alternativo brasileiro do início dos anos 2000. Dezesseis anos depois, o que não nos falta são (boas) referências sobre ela: todos os hits, todos os mega-hits (“Me Adora”, “Equalize”), os temas em novela, as indicações ao Grammy Latino, os projetos paralelos, os shows internacionais, os shows nos grandes festivais, a apresentação do Saia Justa, a maternidade — tudo trilha para um mundo em velocidade tão alta que fez de Pitty, ao mesmo tempo, a jovem representante da última geração do rock brasileiro que se atreveu a ir de encontro ao gosto popular e a veterana que detém a receita do sucesso aparentemente perdida em algum lugar dos anos 1980, 90 ou sabe-se lá onde.

É esse o ponto muito especial em que “MATRIZ” chega aos nossos ouvidos.

Não parece acaso que o álbum soe como um grande e multicolorido álbum de fotos em diferentes paisagens que revele tanto sobre os olhos, a alma e as raízes de Pitty. E, apesar disso, não há o menor cheiro de naftalina ou nostalgia careta no repertório: “Eu vim de lá, mas não posso mais voltar”, como ela canta em “Bahia Blues”, sendo justamente o que lhe permite cantar “Eu vim de lá e agora eu posso voltar”. Como Peter Gabriel que defendia que “nós precisamos entrar para poder sair”, Pitty olha o tempo todo para dentro de si e de sua história para encarar o mundo a sua volta.

O que inclui, claro, o rock à sua volta. Da participação do BaianaSystem em “Roda”, uma das músicas mais pesadas do álbum, à dançante “Noite Inteira”, tudo soa fresco, contemporâneo, relevante, completamente 2019.

Mas me deixe começar do começo. No caso, “Bicho Solto”, sombria, enigmática, quase uma declaração de princípios (“eu me domestiquei pra fazer parte do jogo/ mas não se engane, maluco, continuo bicho solto”). Você vai achar Dorival Caymmi sampleado, psicodelia, percussão corporal, trip-hop, Raul Seixas, matas fechadas e arranha-céus, e você estará no caminho certo. “MATRIZ” é justamente sobre possibilidades de trilhas; sobre como Pitty, depois de deixar sua marca pressuposta no cenário brasileiro, descobriu ser capaz de trilhar todos os caminhos com a mesma propriedade.

Há um lado no álbum irremediavelmente pop — no sentido de ser irresistível, ganchudo, chicletudo como todo mundo sabia que Pitty podia ser, mas talvez só o tempo tenha dado a segurança para que ela assumisse totalmente. A dançante “Ninguém É De Ninguém” (curiosamente, uma parceria com seu esposo, Dani Weksler) soa como um ska cyberpunk, enquanto a lisérgica e barroca balada “Motor”, que leva a original (lançada pelo grupo baiano Maglore em 2013) ao espaço sideral. Já a doce “Para O Grande Amor” esconde um amargo tributo a Peu Sousa, guitarrista e parceiro de Pitty entre 2002 e 2005, morto aos 35 anos, em 2013.

Embora não seja uma palavra mencionada nenhuma vez ao longo de todo o álbum, a ideia de estarmos diante de uma “MATRIZ” realmente percorre completamente o trabalho. No sentido indisfarçável de estarmos diante de uma mulher segura e orgulhosa de sua maturidade (quem vai dizer que não tenha a ver com a maternidade?). No sentido em que há as imagens e os sons que remetem à Bahia de sua infância e os sons da sua adolescência, ao reggae e à new wave. Às raízes negras de todos nós – humanos – no canto afro-soul de Lazzo Matumbi em “Noite Inteira” ou a capoeirada moura de “Redimir”. Mas também porque é torno da Matriz onde os amigos se encontram – para fazer revolução ou falar besteira. E há tantos amigos presentes no álbum, como Pupillo (ex-Nação Zumbi), Larissa Luz e Marlon Sette, em volta da banda que está em turnê desde 2018 — Pitty nos vocais, Martin na guitarra, Gui Almeida no baixo, Paulo Kishimoto numa variedade de instrumentos e Dani Weksler na bateria.

“MATRIZ” é Pitty como seus fãs esperavam há meia década, e é o álbum mais surpreendente de sua carreira. Um projeto conceitualmente bem amarrado e o coeso, e o trabalho mais variado, tropicalista, multifacetado que alguém poderia esperar dela. Fiel às arestas cortantes das raízes hardcore e pop de ensinar sua filha a cantar no caminho da escola. Futurista, concreto, areia e dendê. É a prova definitiva de que, com tanto tempo de carreira e tanto sucesso acumulado, Pitty se domesticou. Mas, claro, continua sendo bicho solto. Soltíssimo.

“MATRIZ” já está disponível em todas as plataformas digitais e será lançado também em CD, vinil e cassete pela Deck.


Marcus Cesar

domingo, 28 de abril de 2019

Samba de Coco Trupé de Arcoverde comemora 10 anos com diversas ações.

abril 28, 2019


O Samba de Coco Trupé de Arcoverde, comandado pelo Mestre Cícero Gomes completa no próximo sábado, 04 de maio, 10 anos de existência. E para comemorar a data o grupo preparou uma série de ações que terão início já no dia 29 de abril, com a abertura de uma oficina de lambe lambe que acontece no Coletivo Riso da Terra. A programação ainda inclui o Café e Prosa com o  Mestre que acontece na Casa 60+, visita a escolas do município, uma edição especial do Café em Cena e no sábado, dia 04 de maio, acontece a tradicional sambada, com a presença de vários artistas da cidade.

As ações contam com o patrocínio da Prefeitura de Arcoverde, vereadora Cybele Roa, Brisanet, Sesc Arcoverde, Rádio Arcoverde, Blog Falando Francamente, Marcos Turismo, Riscadinha da Sorte , Produtora 369 e dramah records.

Dia 29 de abril

15h - Abertura da Oficina de Lambe Lambe
Local: Coletivo Riso da Terra (gratuita)

Dia 30 de abril

19h- Oficina: Casas Culturais em tempos de caos
Local: Coletivo Riso da Terra (pague quanto puder)

Dia 02 de maio

08h30 h – Café e Prosa com Mestre
Local: Casa 60+
11h – Encerramento
15h – Papo com o mestre – A História do Samba de Coco Trupé de Arcoverde.
16h:20 – Oficina de Samba de Coco
Local: A definir

Dia 03 de maio

09h – Conversa com o Mestre
Local: A definir
16h – Encerramento da Oficina de Lambe Lambe

Dia 04 de maio

08h30 – Café em Cena Especial
Local: Samba de Coco Trupé de Arcoverde
16h30 – Cortejo do Maracatu Raízes do Sertão
17h20 – Coco Eremim
18h – Sambada – Ciço Gomes recebe Assis Calixto, Severina Lopes , Neydison Lyra, Novinho e o coco Eremim
19h – Zé do Peba
19h50- Quebra Coco Aliança
20h40 – Lula Moreira e Banda de Pífano
21h10 – Afoxé
22h - Samba de Coco Trupé de Arcoverde
23h – Poesia de Cabeça
23h40 – Cultura Urbana e o Mago Reggae Music
0h20 – Coco Pisada Segura
1h30 - Arrastão de encerramento

Amannda Oliveira

Grandes atrações marcam a última noite de shows do Viva Dominguinhos 2019

abril 28, 2019
Foto: FH Studios

Após dois dias de muito forró e uma programação intensa, o Viva Dominguinhos 2019 chega ao seu fim neste sábado (27). Grandes atrações ainda vão passar pelo Palco Mestre Dominguinhos, principal polo do evento, e pelo Palco Canta Dominguinhos, localizado no Largo do Colunata, no Centro da cidade. Hoje, nomes como Cristina Amaral, Alcymar Monteiro, Alceu Valença  e Flávio José animam a última noite de shows da “Abertura do São João do Nordeste”.

Durante o dia, garanhuenses e turistas podem conferir as apresentações no Palco Canta Dominguinhos, no Colunata, que terão início às 10h. O polo, composto por artistas locais, será aberto pelo projeto Roda Sanfona, idealizado pela Secretaria de Turismo e Cultura, e que busca perpetuar a cultura do forró pé de serra.

Também será promovida mais uma edição da tradicional Caminhada do Forró, que vai reunir amantes do forró, músicos, cantores, grupos culturais e o público em geral pelas ruas de Garanhuns. A concentração está marcada para às 10h, em frente ao Parque Euclides Dourado e o percurso, que terá a participação da Associação de Bacamarteiros de São João, segue até o Palco Canta Dominguinhos.

A programação musical terá sequência com a Morena Forrozeira, artista local que canta o autêntico forró pé de serra em diversos eventos da cidade. Também haverá a apresentação da Pisa na Fulô, trazendo um repertório em homenagem aos  grandes intérpretes do forró. Em seguida, quem sobe ao palco é a cantora garanhuense Andrea Amorim, que conta com diversas participações em festivais nacionais e internacionais em sua carreira.

Forró do Matuto, Bebeto Oliveira e Esquenta Coração e Forró Pesado de Garanhuns são as atrações que vão animar o público até o fim, com grandes sucessos do ritmo nordestino. “A sensação de estar encerrando um evento tão grandioso é a melhor possível. A gente fica muito feliz de poder fazer parte, e estar levando o nome de Dominguinhos e do forró adiante”, afirmou Pedrinho Pontes, vocalista do Forró Pesado.

O prefeito Izaías Régis, destacou o crescimento do evento em mais uma edição de sucesso. “De fato, o Viva Dominguinhos se consolidou como um dos grandes eventos do Nordeste. Anualmente recebemos milhares de pessoas em três dias de evento, o que indica o potencial turístico que é uma verdadeira vocação de Garanhuns. Desta forma, além de homenagear este grande garanhuense que foi Dominguinhos, também estamos gerando emprego e renda para os moradores da cidade”, pontuou o gestor.

Foto: Secom

Já o Palco Mestre Dominguinhos dá início a sua programação com a cantora Cristina Amaral; com mais de 35 anos de carreira, a artista lançou recentemente um trabalho de músicas inéditas. Em seguida, será a vez do cantor e compositor cearense Alcymar Monteiro, um dos maiores intérpretes do forró e amigo de Luiz Gonzaga, animar o público presente no polo. A noite conta ainda com a apresentação do pernambucano Alceu Valença; que traz em seu repertório as influências musicais de seus mais de 40 anos de carreira.

Quem finaliza a noite de shows é o paraibano Flávio José, artista que já se apresentou em outras edições do Viva Dominguinhos. O intérprete de canções como “Caboclo Sonhador” e “Tareco e Mariola”, vai cantar seus grandes sucessos junto ao público, encerrando a programação do palco em grande estilo.

Assessoria de Comunicação Social e Imprensa

sexta-feira, 26 de abril de 2019

Seminário ‘A Cidade Que A Gente Quer Não Tem Violência Contra A Mulher’ terá secretária da Mulher de Caruaru como palestrante

abril 26, 2019

A Prefeitura de Arcoverde, através da Coordenadoria da Mulher, realiza, na próxima segunda-feira, 29 de abril, às 9h, no auditório da Aesa, o III Seminário ‘A Cidade Que A Gente Quer Não Tem Violência Contra A Mulher’. O seminário terá como palestrante Juliana Gouveia, secretária da Mulher de Caruaru, que abordará o tema ‘Violência contra a mulher - Os Desafios para uma integração efetiva da Rede’.
Juliana é mestra em Direitos Humanos pela Universidade Federal de Pernambuco (Centro de Artes e Comunicação), graduada pela FAFICA em Licenciatura Plena em História e Especialista em História do Brasil, pesquisadora do grupo de pesquisa UFPE/CNPq: Educação, Inclusão Social e Direitos Humanos, e também professora universitária da UNINASSAU, no curso de Serviço Social.
Prioritariamente, o seminário se propõe a discutir os avanços e a relevância da integração dos serviços que buscam promover a proteção das mulheres em situação de violência em Arcoverde. “É cada vez mais necessário levar as informações à comunidade quanto ao trabalho desenvolvido pela Coordenadoria, também é importante ressaltar a integração dos demais órgãos envolvidos no enfrentamento à violência contra a mulher”, enfatiza Micheline Valério, da Coordenadoria da Mulher de Arcoverde. Participarão do seminário representantes de órgãos municipais, OAB, Fundação Terra, Ministério Público, Polícia Civil, Patrulha Maria da Penha, entre outros.
ASCOM

Festa Literária de Serra Talhada movimenta o Sertão do Pajeú

abril 26, 2019
O Sertão do Pajeú recebe de 07 a 10 de maio, na Estação do Forró e no Museu do Cangaço, a Festa Literária de Serra Talhada-Flist. O encontro vai reunir escritores e poetas nacionais e da região como: Bráulio Tavares, Vera Ferreira, Chico Pedrosa , Feliciano Felix e Isabelly Moreira, que abordarão os temas: “A Literatura Oral e a Cultura Popular”, Perspectiva da Economia da Cultura em Pernambuco” e O Silêncio da Literatura Feminina”. Também participam do encontro nomes como Dedé Monteiro e Alessandro Palmeira.
O evento conta com diversas atividades, entre elas, palestras, mesas de diálogos, conferências, oficinas, contação de histórias, lançamentos de livros e outros eventos literários, além de apresentações com artistas de reconhecimento local e nacional.
A Flist ainda abre espaço para o circo, que será armado na Estação do Forró, onde as pessoas vão poder conferir os shows de Cascabulho, Fim de Feira, Valdir Santos, César Amaral, Coco de Umbigada e diversos grupos de dança e teatro.
De acordo com a presidente da Fundação de Cultura Cabras de Lampião, Cleonice Maria, além de ser um espaço para fruição artística, a Festa Literária de Serra Talhada-  Flist, será um espaço de construção de políticas do livro, leitura, literatura e bibliotecas, criando momentos para ouvir a opinião da sociedade e entidades envolvidas. “O acesso ao livro e à leitura também é um pilar da política municipal, expresso na Flist , por meio da mobilização da Secretaria de Educação municipal, Faculdade, Universidade e de escolas particulares, para que estudantes de todo município e região participem do evento”, concluiu Cleonice.
Festa Literária de Serra Talhada - Flist - é uma produção da Fundação Cultural Cabras de Lampião, em parceria com a Secretaria de Cultura/Prefeitura Municipal de Serra Talhada e  realizada pelo Ministério da Cidadania/Governo Federal.
Valeska Araújo

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Pernambuco realiza Dia D em defesa do SUAS

abril 25, 2019
Mobilização em defesa do SUAS será nacional. Em Pernambuco a concentração 
será em frente a Alepe



A luta pela recomposição orçamento Federal para a Assistência Social motivou o primeiro Dia D nacional, em 2017, quando o corte de recursos era de aproximadamente 98%. A ação foi a primeira realizada pela Frente Pernambucana em Defesa do SUAS e da Seguridade Social, que segue mobilizando usuários, militantes trabalhadores, gestores e entidades da Assistência Social, incluindo a adesão no Dia Nacional de Mobilização em Defesa do SUAS, próxima sexta-feira (26), em frente a Assembleia Legislativa do Estado. Mais de 30 municípios já confirmaram presença no Dia 30, entre eles Caruru, Igarassu, Serra Talhada e Poção.
A pauta no Estado será focada nos seguintes pontos: Manutenção do Programa do Bolsa Família e Benefício de Prestação Continuada, Regularização dos repasses da União para estados e municípios, Contra a Proposta da Reforma da Previdência e Defesa do Controle Social.
Para o novo Dia D, a Frente PE também trabalha a sensibilização da sociedade civil apresentando a Política, que deve ser conhecida como um dos pilares da Seguridade Social, junto à Saúde e Previdência Social, e que em sua essência se difere do conceito frágil do assistencialismo, pautada da proteção social pública a indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade e risco social materializada por meio de um conjunto de integrado de benefícios e serviços destinados a suprir necessidades básicas essenciais como, por exemplo, o direito à convivência familiar comunitária, renda, acolhida e autonomia.
Na última segunda-feira, integrantes da Comissão Colegiada da Frente PE, Lourdes Viana (CEAS), Joelson Reis (SDSCJ) e Ana Rita Suassuna (COEGEMAS) integraram a mesa da cerimônia de instalação da Frente Parlamentar em Defesa do SUAS, proposta pelo deputado Isaltino Nascimento. Em suas fala, ambos ressaltaram a importância da mobilização para impedir retrocessos irreparáveis para toda sociedade, como por exemplo, a proposta da nova Previdência Social de desvincular o valor do BPC do salário-mínimo, caindo de R$ 998 (atual salário-mínimo) para R$ 400.
DADOS
- O orçamento aprovado referente ao Fundo Nacional de Assistência Social para 2019, sofre um corte de 50% do valor necessário para manter sua rede de serviços, programas, projetos e benefícios;
- No âmbito dos serviços e da gestão o déficit é de 1,3 bilhão referente a valores pendentes de exercícios anteriores e mais 1 bilhões para fazer jus a despesa projetada para 2019, totalizando assim, 2,3 bilhões de reais necessários para manter a rede existente em funcionamento;
- A não recomposição do orçamento pode representar fechamento a partir do mês de julho deste ano de toda a rede de serviços da assistência Social. Situação que se agrava, pelo grande atraso nos repasses de recursos a estados e municípios, conforme pode ser observado pelo monitoramento do saldo em conta dos municípios no estado de Pernambuco.

Quantitativo de Equipamentos Socioassistenciais em Pernambuco

SERVIÇO
QUANT.
CRAS – Centro de Referência da Assistência Social
328 Equipamentos
Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - SCFV
4.893 (grupos)
CREAS -
183 Equipamentos
Cofinanciamento de MSE em meio aberto
69 Municípios
Centro Pop
8 Equipamentos
Unidade de Acolhimento Institucional
138 Equipamentos

SERVIÇO:
DIA D em Defesa do SUAS
Em frente a Assembleia Legislativa do Estado
Dia 26 de abril (sexta-feira)| Concentração a partir das 13h

Paola Araújo