segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Pesquisa sobre os serviços de saúde é realizada em Garanhuns

Foto: Ruthe Santana

Com o intuito de saber a opinião da população sobre os serviços públicos de saúde e, assim, poder oferecer uma maior qualidade dos mesmos, a Secretaria Municipal de Saúde está realizando uma pesquisa nas 35 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e nos pontos de apoio de Garanhuns. A cordialidade no atendimento, o tempo de espera e as orientações recebidas são alguns dos critérios avaliados. A pesquisa de atendimento dos postos está sendo realizada em parceria com alguns estudantes do curso de psicologia da Universidade de Pernambuco (UPE).

A gerente de Desenvolvimento Humano da Secretaria de Saúde, Sandra Leandro, está à frente da realização da pesquisa e fala sobre o potencial desse trabalho. “É muito importante o trabalho de pesquisa do atendimento dos serviços de saúde, pois os usuários têm a oportunidade de expressar suas satisfações e insatisfações por um canal de comunicação seguro. Da forma que essa pesquisa está sendo realizada, a população entende, confia e contribui com a participação espontânea na coleta de dados”, comentou a psicóloga.

A proposta é ouvir a população, com o objetivo de conhecer quais são as deficiências no atendimento oferecido, avaliando o trabalho dos seguintes profissionais que atuam nas unidades: médicos, recepcionistas, técnicos de enfermagem, enfermeiros e agentes comunitários de saúde. Ao final da pesquisa, um plano de ação será elaborado, a fim de melhorar cada deficiência encontrada. A primeira ação que foi identificada até o momento refere-se ao atendimento dos recepcionistas, o que fará com que, logo após a finalização do trabalho, um treinamento comportamental seja aplicado a estes profissionais.

Para o secretário de Saúde de Garanhuns, Alfredo de Góis, a iniciativa irá influenciar diretamente na melhoria dos serviços de saúde oferecidos à população. “Promover uma pesquisa como essa tem justamente a intenção de conhecermos especificamente os pontos positivos dos serviços para podermos potencializá-los e conhecer quais são as deficiências ou dificuldades existentes para conseguirmos corrigi-las. A partir desse trabalho poderemos investir no ponto específico. A realização dessa pesquisa irá refletir na melhoria dos serviços de saúde, promovendo uma maior satisfação da população”, afirmou o titular da pasta.

Ruthe Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário