SIM, SOMOS RACISTAS


Essa semana poderia ter sido batizada da semana nacional do racismo. Pelo menos de acordo com a movimentação nas redes sociais, que é óbvio são um retrato fiel do que as nossas ruas estão cheias " PRECONCEITO". Um vídeo da atriz Taís Araújo que foi convidada a falar sobre o desafio de criar crianças doces num país ácido em um evento corporativo virou deboche, motivo de justificativa de racismo, e alguns ainda chamaram de vitimismo.

Taís disse em um trecho da sua fala no evento "Quando engravidei do meu filho, eu fiquei muito, mas muito aliviada de saber que no meu ventre tinha um homem. Porque eu tinha a certeza de que ele estaria livre de passar por situações vivenciadas por nós, mulheres. Teoricamente, ele está livre, certo? Errado. Errado porque meu filho é um menino negro e liberdade é um direito que ele não vai poder usufruir se ele andar pelas ruas descalço, sem camisa, sujo, saindo da aula de futebol. Ele corre o risco de ser apontado como um infrator - mesmo com seis anos de idade". A atriz ainda exemplificou as consequências do racismo. "No Brasil, a cor do meu filho é a cor que faz com que as pessoas mudem de calçada, escondam suas bolsas e que blindem seus carros"

Falando Francamente, não existe nada de vitimismo nisso. Por que o que a atriz falou é a mais pura verdade. As pessoas olham torto sim, tem medo sim, se puder muda de calçada mesmo, diz que parece marginal. Sim, nós chamamos BRASILEIROS como nós de MACACO SIM. E é uma GRANDE VERGONHA pra mim chegar a conclusão triste de que SIM, SOMOS RACISTAS.



Neste domingo, as redes sociais mostraram outro ataque gratuito e a uma criança. Uma mulher que se intitula socialite Day McCarthy , chamou a filha de Bruno Gagliasso e e Giovana Ewbank de " MACACA". Sim, ela simplesmente tirou o dia para atacar a família de dois dos artistas mais queridos do país pelo simples fato de ser negra. E não, eu não estou aqui falando a respeito por que os mencionados são famosos. Antes de serem famosos eles são seres humanos e merecem todo respeito.

Foto: arquivo pessoal de Bruno Gagliasso
Quantas crianças passam por humilhação todos os dias por serem negras? Quantos adultos já passaram alguma humilhação por ter a cor negra? É difícil entender por que em um país tão diverso e belo justamente pela diversidade racial, cultural, religiosa , as pessoas se peguem com discursos de ódio contra alguém por sua cor, raça, religião, opção sexual ou região do país em que residem , como acontece com os nordestinos. É preciso que as leis brasileiras se façam presentes e mais rígidas e que pessoas que agem contra o seu semelhante sejam punidas. É preciso dar um basta a esse universo de agressão gratuita por que graças a Deus somos diferentes e é exatamente isso que faz deste país um lugar lindo, ainda.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.