Cultura nordestina perde Zabé da Loca

Foto: João Correia Filho
Morreu na manhã deste sábado (05), aos 93 anos, Isabel Marques da Silva, a Zabé da Loca. A pernambucana que morava na Comunidade Santa Catarina, na zona rural de Monteiro, morreu em casa de morte natural. Nos últimos anos, Zabé lutava contra o alzheimer.

O corpo da pifeira foi velado em casa durante toda a manhã deste sábado. Já à tarde, o velório aconteceu no Memorial Zabé da Loca, no Sítio Tungão, Fazenda Santa Catarina. Haverá velório também no domingo (6) no Centro Cultural de Monteiro, às 7h. O sepultamento será às 10h, no cemitério municipal de Monteiro.

A Prefeitura de Monteiro decretou luto oficial de três dias. Isabel Marques ganhou esse apelido por morar 25 anos dentro de uma pequena gruta (loca), na Comunidade Santa Catarina, em Monteiro. Gravou o seu primeiro CD em 2003, aos 79 anos. Zabé era um símbolo vivo da cultura popular, símbolo da resistência de uma cultura que luta a ferro e fogo pra se manter viva.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.