Audiência em Arcoverde discute condições de trabalho nas academias de ginástica

Na próxima terça-feira (5), a partir das 14h, o Ministério Público do Trabalho (MPT) realiza audiência coletiva para tratar da contratação de profissionais de Educação Física, estagiários, responsáveis técnicos por academias de ginástica em Arcoverde e região. O evento será realizado no auditório da Autarquia de Ensino Superior de Arcoverde,  localizado  à  Rua Gumercindo Cavalcante, nº 420, no Bairro São Cristóvão. 
Em procedimento, o órgão verificou uma série de fraudes trabalhistas nos estabelecimentos. A maioria delas, sendo resultado de burla à legislação que trata do exercício profissional por pessoa devidamente habilitada. Foram notificadas 140 academias.
De acordo com o procurador à frente da iniciativa, José Adilson Pereira da Costa, as principais irregularidades trabalhistas encontradas nas academias são a descaracterização da relação de emprego, por meio de contratos de prestação de serviços e autônomos, e o desvirtuamento de estágio, utilizado como forma de baratear a mão de obra.
Além do MPT, participam do evento o Conselho Regional de Educação Física (CREF) da 12ª Região, responsável pela atividade nos estados de Pernambuco e Alagoas e o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).


Investigação
A pedido do MPT, o CREF realizou, em maio deste ano, levantamento da situação das academias de ginástica da localidade. O órgão verificou que as academias possuem quantidade insuficiente de profissionais habilitados para a prática e é frequente encontrar estudantes exercendo irregularmente a função de educador físico. O CREF apurou também que é expressivo o número de estagiários que não possuem Termo de Compromisso de Estágio e atuam sem supervisão de profissional graduado e registrado no Conselho.
Além da atuação profissional ilegal, foi identificada a ausência de responsável técnico nas academias, devidamente registrado com esta função no CREF. Cabe ao técnico responder pelos demais profissionais da academia, a exemplo dos professores de dança e artes marciais, que não são obrigados pelo CREF a possuírem registro.

MPT

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.