MinC lança Programa Nacional de Fomento ao Audiovisual com a abertura de cinco editais

O Ministério da Cultura (MinC) lançou, nesta sexta-feira (7), o Programa Nacional de Fomento ao Audiovisual (Proav), composto por cinco editais, conforme publicado no Diário Oficial da União da última quinta-feira (6). Criado pela Secretaria do Audiovisual (SAv) do MinC, o novo programa destina mais de R$ 8,6 milhões para 135 projetos do setor e contempla, pela primeira vez, projetos para canais web e aplicativos, além de festivais e mostras de audiovisual. Desde 2011, o MinC não lançava com recursos próprios um pacote de editais tão amplo para o setor de audiovisual. As inscrições começam nesta sexta (7), a partir da meia noite, e seguem até 21 de agosto, por meio do sistema SalicWeb.

O lançamento oficial foi transmitido ao vivo e contou com apresentação e entrevista coletiva com participação da secretária do Audiovisual do MinC, Mariana Ribas, e das coordenadoras de Intercâmbio, Programas e Projetos, Ana Clarissa, e de Novas Mídias, Lina Távora. 

Durante a apresentação, a secretária destacou que o principal objetivo ao lançar o Proav foi assegurar o fomento ao setor. "Entendemos a dificuldade enfrentada pelos produtores no momento da captação de recursos para a execução de seus projetos. A primeira fase foi a criação dos editais, quando pensando os conceitos, como delimitar o escopo dentro da verba que tínhamos disponível. O segundo momento trata-se da abertura das inscrições, processo de seleção, o resultado dos projetos selecionados e o repasse da verba, que, acreditamos, será feito ainda este ano", destacou.

A secretária afirmou que a democratização de todo o processo também foi um dos critérios levados em consideração no momento da elaboração dos editais. "Quatro dos nossos editais permitem inscrição de pessoas físicas. Com isso, facilitamos a seleção e também a contratação, para que as pessoas possam concorrer de maneira igual", afirmou. 

Com a criação de editais inéditos, Mariana ressaltou que o Ministério da Cultura buscou estar em sintonia com as demandas atuais da sociedade. "Estamos convencidos de que o MinC precisa estar atentos às vocações de cada região e, sobretudo, entender o que os jovens estão pensando", destacou.

Veiculação na internet

Para incentivar a produção de novas mídias, o Programa Nacional de Fomento ao Audiovisual vai apoiar a criação de 16 canais de veiculação gratuita na internet por meio de dois editais. O edital direcionado à juventude vlogueira reservará R$ 50 mil cada um dos contemplados, que deverão postar vídeos periodicamente. Pelo edital App Pra Cultura, 40 aplicativos e jogos eletrônicos culturais serão agraciados com R$ 20 mil cada, sendo que 20 aplicativos devem ser voltados especificamente para o cinema.

De acordo com a secretária do Audiovisual do MinC, Mariana Ribas, a criação de um edital voltado exclusivamente para novas mídias tem como uma de suas metas a renovação do mercado. "O jovem hoje tem sua primeira experiência com o audiovisual por meio da internet. Com uma câmera de celular, é possível produzir conteúdo voltado para o setor de audiovisual. Nós, do Ministério da Cultura, sabemos que muitos estão trabalhando por conta própria. Por essa razão, decidimos criar um incentivo para que esses jovens continuem produzindo conteúdos e possam imprimir ao setor um novo ritmo", destacou.

Diretoras mulheres e novos roteiristas

O Programa contempla também editais já tradicionais da SAv, como o de curtas-metragens e o de roteiro. O Edital de Apoio à Produção de Curta-Metragem selecionará e apoiará a produção de 45 obras audiovisuais, de 10 a 15 minutos. Serão duas modalidades, uma de temática e público livres, contemplando 30 obras, e uma voltada às diretoras mulheres, com temática livre, configurando-se como a segunda edição do edital Carmen Santos, realizado em 2013. O valor do apoio a cada projeto é de R$ 80 mil.

O Edital de Desenvolvimento de Roteiros Cinematográficos - Novos Roteiristas selecionará 12 projetos de roteiros cinematográficos de longa-metragem, com o valor de apoio, por projeto, de R$ 40 mil.

Mostras e festivais

O apoio a mostras e festivais, por meio de edital, além de uma demanda antiga do setor audiovisual, é outra novidade do Programa. O incentivo a esse tipo de evento só se tornou possível após publicação da Portaria do MinC Nº 27/2017, que criou o Programa Nacional de Apoio a Festivais e Mostras Audiovisuais. 

Este é o primeiro edital para mostras e festivais depois da publicação da portaria. Ele foi dividido em três modalidades, que levam em consideração o número de festivais e a quantidade de edições realizadas anteriormente. A primeira categoria, que reserva R$ 80 mil por projeto, selecionará 10 festivais ou mostras audiovisuais que tenham, no mínimo, duas edições realizadas. A segunda categoria terá R$ 150 mil por projeto e beneficiará oito festivais ou mostras audiovisuais com no mínimo cinco edições promovidas. Por último, serão pagos R$ 250 mil por projeto para quatro festivais ou mostras audiovisuais que já tenham pelo menos 10 edições já executadas.

Confira todos os editais AQUI.

Minc
 

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.