Atenção Redobrada completa quatro anos de São João em Arcoverde


 A Prefeitura de Arcoverde, através da Secretaria de Assistência Social, realizou durante os festejos juninos o “Programa Atenção Redobrada”. Criado em 2014, o programa atendeu a 195 crianças e adolescentes que ficaram protegidas de situação de trabalho infantil, exploração sexual e exposição e uso de bebidas alcoólicas.


Para Cleiton Viana que há 15 anos trabalha no São João de Arcoverde, “esse espaço é maravilhoso, a gente fica trabalhando mais tranquilo porque os filhos da gente estão protegidos. Antigamente era uma agonia porque não tinha com quem deixá-los. Hoje eu só tenho a agradecer por que eles ficam bem cuidados e agasalhados e voltam para casa até alimentados. Eles já chegam na rua pedindo pra ir pra lá. Gostam muito”.



Genilson de Amorim Leite é de Pesqueira e como tem filhos pequenos, era obrigada a trazê-los para a festa. Segundo ele, de 2013 pra cá, os filhos ficam no Programa de Atenção Redobrada “Meus filhos são pequenos, então era difícil encontrar alguém para ficar com eles tantos dias. A gente tem que trazer mesmo. O apoio da casa é muito importante para nós. Por que nesse frio, a gente tem que buscar o melhor para as crianças. Na minha cidade mesmo não tem uma coisa dessas. É um exemplo para os outros municípios . Toda cidade deveria ter um espaço desse nos eventos. Espaço mais do que aprovado.”



Técnicos da Secretaria de Assistência Social fizeram abordagens nos polos centrais de animação da festa, desde o dia 17 de junho, sensibilizando barraqueiros, ambulantes, donos de bares, e população em geral para que as crianças fiquem protegidas em um lugar seguro, pensado para recebê-las.

Uma equipe de técnicos formada por assistentes sociais, arte educadores e pedagogos realizaram atividades sócio educativas, seção de cinema, jogos, brincadeiras, game dance, oficinas de brigadeiro e mini Cheff, contação de história e o trem da cidadania.

São quatro anos do Projeto Atenção Redobrada, mais de 800 atendimentos a crianças acolhidas e protegidas.

ASCOM

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.