Comissão Especial do São João de Arcoverde se reúne para debater mudanças no evento


A Comissão Especial do Ciclo Junino em Arcoverde que acontece no período de 17 a 28 de junho se reuniu na Secretaria de Desenvolvimento Econômico para ajustar assuntos como estrutura física, segurança. Com o tema "Com história, arte e cultura em 2017, as rainhas do reisado são as homenageadas da Capital do São João", os festejos juninos de Arcoverde virão com reformulações a começar pelo Polo da Estação da Cultura, solicitação feita pelos artistas durante a campanha eleitoral e que será desenvolvido através de parceria do movimento cultural com a prefeitura, o Polo Raízes do Coco, localizado no Alto do Cruzeiro, e no Pólo da Poesia, no bairro do São Cristóvão.  

Sob comando da presidente do Comitê Gestor de Eventos, Andreia Britto; do vice-prefeito de Arcoverde, Wellington Araújo; do secretário de Turismo e Eventos, Albérico Pacheco; da secretária de Cultura e Comunicação, Teresa Padilha; do diretor executivo de Cultura, Vinícius Carvalho; e da secretária de Desenvolvimento Econômico, Jussara Pereira, a reunião também possuiu interação com representantes das polícias Rodoviária Federal, Civil e Militar da região, além do Conselho Tutelar do município.

“A abertura do São João no Polo Multicultural (Central) está programada para acontecer no dia 17 de junho, contando a partir das 21h com quadrilha junina, homenagens e posteriormente os primeiros shows do evento. Os horários de encerramento em todas as noites do evento estarão respeitando o TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), especialmente nos dias festivos, os quais terão como limite máximo de encerramento às três horas da madrugada”, adiantou Albérico Pacheco.

Tendo como foco serviços direcionados à segurança pública durante a realização do ciclo junino, que possui o seu Quartel General tradicionalmente montado no Largo 13 de Maio, no centro da cidade, ficou definido que a EMPETUR, através do setor de Estruturação de Turismo, estará disponibilizando o serviço do CAT (Centro de Atendimento ao Turista) em Arcoverde, para auxiliar no esquema de segurança dos visitantes no município. “Somente Arcoverde e Caruaru terão acesso ao CAT e também estamos negociando com o órgão uma reunião com os taxistas da cidade, para a implantação do sistema ‘Táxi Legal’, que estará oficializando com adesivos os táxis devidamente cadastrados na Arcotrans para a circulação durante o período junino, garantido uma maior segurança aos visitantes na temporada”, comentou Pacheco.

Para o inspetor-chefe da Polícia Rodoviária Federal em Arcoverde, Edjailson, a festa do São João não oferece maiores preocupações envolvendo a segurança do município. “A nossa principal preocupação em relação ao polo festivo, diz respeito ao aumento do fluxo de circulação de veículos na BR, especialmente nos horários em que acontecem os shows. Sendo uma via com pouca estrutura, que sempre damos um jeito para fazer um trabalho mais efetivo no local, já solicitamos reforço ao Recife, inclusive já temos autorizada a vinda de viaturas e policiais. Com isso, pretendemos que a fiscalização evite acidentes no entorno e também dentro da cidade, principalmente no que diz respeito à entrada de motoristas embriagados”, alertou o inspetor-chefe. Entre pontos que serão definidos nas próximas reuniões da Comissão Especial do evento, além da melhoria da iluminação pública nas vias de acesso à cidade, está a questão da acessibilidade dentro dos camarotes e a capacidade máxima do número de pessoas por metro quadrado no espaço montado na Praça da Bandeira.

Foto: Amannda Oliveira

Uma das novidades do São João deste ano, é o Polo da estação da Cultura, que foiuma solicitação feita pelo movimento cultural. O polo terá ações desenvolvidas pelo movimento em parceria com a prefeitura.Segundo a Secretária de Cultura e Comunicação, Teresa Padilha “O local contará durante o horário matinal, com seis ambientes destinados a mostra de artes em segmentos como teatro, artes plásticas, circo, literatura, dança e música, além de oficinas de formação, nas quais turistas e moradores da cidade irão interagir com cada linguagem cultural exposta”, adiantou a secretária.
Segundo Ney Mendes  que representa oficialmente a Estação da Cultura, " O polo contará com todas as linguagens culturais que fazem parte da estação, como teatro, dança , bois , ursos e similares, música , além de literatura e formação. Reuniões estão acontecendo e a grade deve ser anunciada em breve.

O Polo Raízes do Coco, que havia perdido a identidade nos últimos anos, terá mudanças , começando à partir da ampliação do espaço que contará com um terreno extenso destinado especialmente às apresentações de cultura popular e ainda uma praça de alimentação e feira de artesanato, possibilitando uma melhor movimentação do público que costuma frequentar o espaço, considerado o segundo grande polo do evento. 

Muitas das mudanças nos polos de tradição vieram das reuniões que a Secretaria de Cultura e Comunicação vem fazendo com o movimento cultural. 

Amannda Oliveira/ASCOM

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.