Carro fumacê é alternativa para combate ao mosquito Aedes aegypti

Foto: Ruthe Santana
A Secretaria de Saúde, por meio do Programa Nacional de Controle da Dengue (PNCD-GUS), realiza a partir desta terça-feira (16), a pulverização de inseticida em algumas localidades do município através do carro de Ultra Baixo Volume (UBV), popularmente conhecido como "carro fumacê", que tem como objetivo bloquear a atividade do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e do zika vírus. A expectativa é de que 1240 quarteirões recebam a ação.

Para a ação serão utilizadas duas viaturas que vão dar início ao combate à partir das 16h, nas áreas do loteamento São Carlos, comunidade Massaranduba, Cohab I (nas proximidades do campo Gigante do Agreste,  Assaí Atacadista, do Instituto Federal de Pernambuco e Centro de Apoio e Integração da Criança - CAIC), Indiano (nas proximidades da rua Ebenezer Furtado Gueiros, da Rádio Jornal do Commercio e do 9° Batalhão de Polícia Militar).

As ações seguem nas localidades acima também nesta quarta-feira (17), a partir das 05h, e continuam durante a semana até que sejam encerrados os ciclos de tratamento. É importante que os moradores estejam atentos às medidas específicas, como cobrir as gaiolas de pássaros, trocar a água dos animais de estimação após a ação, atentar para que crianças não acompanhem ou fiquem expostas ao carro fumacê, e abrir as janelas e portas para a que ocorra a circulação do inseticida.

De acordo com o diretor de Vigilância em Saúde, Marcos André Fernandes, outros bairros devem ser visitados nas próximas semanas. "Além destes locais também iremos atuar no Magano, Boa Vista e Cohab III, em três ciclos de tratamento. A escolha desses horários, começo da manhã e fim da tarde, deve-se ao fato de ser o período habitual em que o mosquito sai para alimentar-se e acaba transmitindo as doenças. Além disso é importante ressaltar que o inseticida não mata as larvas do vetor, apenas aqueles mosquitos que já estão em sua fase adulta", finalizou.

Aquilles Soares

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.