Arcoverde sedia evento de turismo nesta terça-feira

Arte: Robson Lima

Arcoverde sedia nesta terça-feira dia 23, no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas de Arcoverde – CDL, a partir das 09h da manhã, a Prefeitura de Arcoverde, através da Secretaria Municipal de Turismo e Eventos – SETUR, têm a satisfação de receber a equipe da Diretoria de Estruturação do Turismo da EMPETUR – Empresa de Turismo de Pernambuco, órgão diretamente ligado à Secretaria Estadual de Turismo, Esporte e Lazer – SETUREL, que coordenarão mais um seminário do Programa de Regionalização do Turismo – PRT, do Ministério do Turismo – Mtur.
Desta feita, o seminário contempla a Região Turística da FÉ E ARTE, da qual é polo o Município de Arcoverde, juntamente com os municípios de Pesqueira, Poção, Sanharó, Belo Jardim, Iati, Bom Conselho e Garanhuns. Estes são os municípios que integram a região, pois, quando da restruturação do programa em 2013, atenderam as novas exigências para continuarem a ser considerados com potencial turístico. Todavia, essa nova fase do programa, abre a possibilidade para que municípios que foram excluídos em 2015 (caso de Buíque), além de outros municípios da região, à exemplo da Pedra, Venturosa, Sertânia, Custódia, e Ibimirim, também possam reivindicar seus ingressos no programa.
Daí, a importância da presença – na citado encontro – não apenas dos municípios que já integram o PRT, mas, e de forma especial, dos que não participam e têm interesse em ser reconhecidos como de interesse turístico. Sem falar, claro, da importância da integração de todos os municípios da região para o fortalecimento do TURISMO, principalmente, como vetor de DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL.
Também é imprescindível a participação do trade turístico local, representado, em especial, pelos segmentos de hotelaria, gastronomia, artesanato, etc., além dos segmentos que representam toda a infraestrutura de apoio ao turismo existente na próspera cidade de Arcoverde.

Entendendo o Programa de Regionalização do Turismo – PRT:
A Política Nacional de Turismo, estabelecida pela lei 11.771/2008, tem dentre os seus princípios a regionalização do turismo. Esta trabalha sob a perspectiva de que mesmo um município que não possui uma clara vocação para o turismo - ou seja, que não recebe o turista em seu território - pode dele se beneficiar, se esse município desempenhar um papel de provedor ou fornecedor de mão-de-obra ou de produtos destinados a atender o turista. O trabalho regionalizado permite, assim, ganhos não só para o município que recebe o visitante, mas para toda a região.
Embasando-se em recomendações da Organização Mundial de Turismo, o Ministério do Turismo adotou em 2004 essa política focada no desenvolvimento regional, dando maior protagonismo às Unidades da Federação. O Programa de Regionalização do Turismo trabalha a convergência e a interação de todas as ações desempenhadas pelo MTur com estados, regiões e municípios brasileiros. Seu objetivo principal é o de apoiar a estruturação dos destinos, a gestão e a promoção do turismo no País.
Esse programa de enfoque territorial foi reformulado em 2013, quando foram definidos seus oito eixos de atuação, que orientam as ações de apoio à gestão, estruturação e promoção do turismo nas regiões e município.

Fonte: Ministério do Turismo

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.