Secretaria de Cultura e Comunicação de Arcoverde e fazedores de cultura debateram ações para a pasta


Se a seção da Câmara de Vereadores que aprovou a criação da Secretaria de Cultura e Comunicação no dia 20 de março, a noite de ontem 18 de abril não ficou pra trás. O movimento cultural compareceu em peso a uma convocação feita pela Secretária Teresa Padilha. O primeiro de diversos encontros com os fazedores de cultura, reuniu os sambas de coco, bois, ursos e similares, teatro, capoeira, macaratu, músicos , dançarinos , militantes culturais entre outros. A reunião ainda contou com as presenças do vice prefeito Wellignto Araújo, das vereadores Cibelle Roas e Cleriane Medeiros.

Em mais de três horas de reunião, foram debatidas temáticas como a criação do Sistema Municipal de Cultura, o Conselho Municipal de Cultural, a situação da seção da Estação da Cultura junto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Cultural, a reabertura do Cinema Rio Branco, a inauguração do Teatro Municipal que deveria ter sido inaugurado no governo Rosa Barros, percentual de recursos municipais destinados a cultura, contratação e valorização financeira dos artistas no São João e o espaço cultural do Cecora. 
A Secretária Teresa Padilha, apresentou o organograma da Secretaria de Cultura e Comunicação e apresentou os novos integrantes da pasta como Vinicius Carvalho (diretor de cultura) e Henry Pereira (articulador de política cultural) e Djanira Britto que vai cuidar da Diretoria de Patrimônio e o Maestro Ronaldo que ficou como Diretor de Bandas. 

Vinícius Carvalho se apresentou, destacando os trabalhos que já realizou passando inclusive pela produção do Festival Pernambuco Nação Cultural e Festival de Inverno de Garanhuns. E destacou que os encontros com os fazedores de cultura serão uma marca dessa gestão. Vinícius também destacou que no segundo semestre será realizada a Conferência de Cultura do município.

Esta blogueira sugeriu da secretaria a uma campanha de valorização e preservação dos patrimônios históricos da cidade, existem diversos imóveis que estão perdendo a característica arquitetônica devido a reformas. Também é preciso punir donos de imóveis que se recusem com multa a zelar pelo patrimônio como acontece em diversas cidades. Também sugerimos que a relação dos imóveis tombados seja divulgada para que a população ajude na fiscalização dos imóveis. Outra preocupação nossa foi com a formação e o apoio técnico junto aos grupos culturais. A próxima reunião acontecerá no dia 25 de abril em local a ser definido e nesta reunião se debaterá ideias para o São João de Arcoverde.

Quero parabenizar a Secretária Teresa Padilha pela ação e por ter dado a cara a tapa, isso não é fácil , principalmente estando a frente de uma secretaria aguardada e almejada há anos como a de cultura, em uma luta que deixou marcas tão profundas nos fazedores de cultura.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.