Em cena desde 2013, musical sobre Clara Nunes é imortalizado em DVD

Uma das mais cultuadas cantoras brasileiras, a mineira Clara Nunes (1942 – 1983) recebeu uma série de tributos póstumos entre 2012 e 2013 por conta dos 70 anos de nascimento da artista e dos 30 anos da precoce saída de cena da intérprete conhecida como Guerreira. Dentre essas saudações à cantora, o musical de teatro Deixa clarear se tornou a homenagem mais duradoura e uma das mais bem-sucedidas. Em cena desde 2013, o espetáculo – escrito por Marcia Zanelatto, dirigido por Isaac Bernat e estrelado pela atriz Clara Santhana –  está sendo imortalizado em DVD após ter circulado em turnê nacional que passou por mais de 30 cidades do Brasil.

O DVD chega ao mercado fonográfico com distribuição da gravadora Biscoito Fino no momento em que o musical volta à cena em mais uma temporada na cidade no Rio de Janeiro (RJ), programada para estrear em 5 de maio de 2017 no Teatro João Caetano. O DVD Deixa clarear exibe o musical na apresentação gravada em 25 de abril de 2015 no teatro do Sesi Uberaba, durante a passagem da turnê por Minas Gerais, terra natal de Clara Nunes.


Sob direção musical de Alfredo Del-Penho, a atriz Clara Santhana fala sobre a Guerreira e dá voz a sucessos imortalizados na voz luminosa da artista, uma das mais populares cantoras brasileiras da década de 1970. O roteiro musical inclui músicas como A deusa dos orixás (Romildo Bastos e Toninho Nascimento, 1975), Canto das três raças (Mauro Duarte e Paulo César Pinheiro, 1976), Conto de areia (Romildo Bastos e Toninho Nascimento, 1974), Morena de Angola (Chico Buarque, 1980), Na linha do mar (Paulinho da Viola, 1973 – samba regravado por Clara em 1979), O mar serenou (Candeia, 1975) e Você passa eu acho graça (Carlos Imperial e Ataulfo Alves, 1968), além de Mineira (João Nogueira e Paulo César Pinheiro, 1975), samba composto para saudar Clara, mas nunca gravado pela cantora.


O musical Deixa clarear é uma realização de Clara Santhana, idealizadora desse espetáculo ora perpetuado em DVD.

Fonte: Mauro Ferreira G1

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.