PCdoB celebra 95 anos com ato na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira

No próximo sábado (25) o Partido Comunista do Brasil completa 95 anos. Para comemorar a data nesta quarta-feira (22), o PCdoB realiza um ato político no auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados e inaugura uma exposição no Congresso Nacional. Um ato cultural em Niterói (RJ), no próximo sábado (25) também celebrará a data.  

A deputada Luciana Santos, presidenta nacional do partido, será anfitriã do ato em Brasília — que está previsto para começar às 14h —, ao lado das líderes do PCdoB na Câmara, deputada Alice Portugal, e no Senado, senadora Vanessa Grazziotin e dos parlamentares da bancada comunista. São esperados presidentes e parlamentares de vários partidos, representantes das embaixadas e lideranças sindicais e dos mais diversos movimentos sociais.

Luciana destaca que o PCdoB é um partido histórico, com ideias jovens. Um partido que tem um presente de luta e que aponta um caminho para o futuro do país. “Temos um programa que tem como peça principal a defesa de um novo projeto nacional de desenvolvimento. O Brasil tem solução que é o socialismo”.

O partido surgiu, em 25 de março de 1922. Historicamente, a sigla defende as causas dos trabalhadores no campo e na cidade, o desenvolvimento nacional e tem tradição no estímulo à valorização da cultura brasileira como fator estratégico no projeto de nação.

Atualmente, entre os principais desafios está a Proposta de Emenda à Constituição da Reforma Política (PEC 36/2016), que foi aprovada pelo Plenário do Senado, no final de 2016, e será analisada pela Câmara neste primeiro semestre. O texto divide os partidos políticos em dois grupos, com o estabelecimento da cláusula de barreira. As legendas que obtiverem o mínimo de 2% dos votos nas eleições de 2018 e 3% em 2022 poderão acessar o fundo partidário e terão tempo de rádio e televisão. Já os que não superarem o número mínimo de votos têm garantido o mandato de seus eleitos, mas perdem os benefícios.

Para os comunistas, essas medidas não resolvem a crise de representação do Parlamento. Pelo contrário, agravam o problema, enfraquecendo o debate no Legislativo e o sistema democrático. “Não será pelo discurso fácil da negação da política, que iremos renovar nosso sistema de representação. A discussão da reforma política deve ser pautada pelo resgate da política e da participação, respeitando o direito de associação e a pluralidade de ideias. É um debate que deve ser feito com flexibilidade e seriedade que o assunto merece”, pontua Luciana.

Pernambuco

Para marcar os 95 anos do PCdoB, os Comitês Estadual de Pernambuco e Municipal do Recife preparam uma série de atividades. De acordo com José Bertotti, presidente do Comitê Municipal do Recife, uma das atividades será a exposição itinerante composta de 32 painéis, que mostrarão os principais momentos da história do partido no país e no estado. 

A previsão é de que a abertura da mostra ocorra na primeira quinzena de abril durante sessão solene na Câmara Municipal do Recife. Em seguida, a exposição deverá percorrer diversos locais da cidade de grande circulação de pessoas. Outra iniciativa será a produção e divulgação de vídeo com duração de três minutos com entrevistas dos principais dirigentes comunistas de Pernambuco. O vereador da legenda Almir Fernando também deverá ainda ocupar a tribuna da Câmara Municipal para saudar o quase centenário do PCdoB.

De Brasília;
Ana Cristina Santos

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.