Carnaval do Recife começa com efeitos especiais e homenagens

 Foto: Clelio Tomaz/PCR


Uma noite de muita emoção, alegria e com muitas manifestações que evocam a cultura popular. A abertura do Carnaval do Recife 2017 foi marcada por uma emocionante homenagem ao mestre percussionista Naná Vasconcelos. O prefeito Geraldo Julio, acompanhado da primeira-dama, Cristina Mello, e do governador Paulo Câmara, prestigiou o primeiro dia do festejo momesco que reunirá diversos artistas das mais variadas expressões musicais durante os quatro dias de festa, em 47 polos espalhados por toda a cidade.
No início da noite, 13 Nações de Maracatus de Baque Virado lotaram o Marco Zero, acompanhados do Coral Voz Nagô,  Orquestra do Maestro Edson Rodrigues e três artistas convidados – Virgínia Rodrigues, Lenine e Nilsinho Amarantes, o maestro que acompanhava Naná Vasconcelos. A apresentação entoou uma linda homenagem ao falecido mestre percussionista que emocionou todos os presentes.
                                                                      Foto: Clelio Tomaz/PCR
Em seguida, subiram ao palco, os homenageados do Carnaval do Recife o Caboclinho Tribo Indígena Carijós do Recife, que está comemorando 120 anos e o cantor e compositor, Almir Rouche, que recebeu convidados como Marron Brasileiro, Luciano Magno, Banda Som da Terra, Maestro Spock, Irah Caldeira, Cristina Amaral, Liv Moraes, entre outros acompanhados de perto pelo público que lotou o Marco Zero.
A noite ainda teve direito ao encontro do Galo da Madrugada com o Homem da Meia Noite e shows de Maestro Spok, Nonô Germano, Marron Brasileiro e Edcarlos.
Nas redes sociais, a população reclamava da escuridão das ruas e de pouco policiamento.
ASCOM/ Amannda Oliveira

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.