Prefeitura de Lajedo inicia ano com Audiência Pública trazendo a temática “Vamos debater a Lajedo do futuro”


dos primeiros trabalhos executados pela Prefeitura de Lajedo em seu novo mandato foi reunir a população em geral para discutir alguns temas que precisam de soluções no município. Na manhã desta sexta-feira, 06 de janeiro, os Poderes Executivo, Legislativo e o Poder Público e secretários estiveram na quadra do Colégio Normal para ouvir e discutir planos  de mobilidade urbana, segurança viária, educação e infraestrutura.

A audiência teve como tema “Vamos debater a Lajedo do Futuro”, ministrada pelo mestre de cerimônia Marquinhos Viana, presidente do Conselho de Gestão Municipal. Juntamente, três expositores conduziram a partir de então a audiência: o prefeito Rossine Blésmany e os consultores Alex Monteiro e Fernanda Rezende.

Rossine, prefeito de Lajedo lembrou todas as queixas que recebeu durante a campanha nos quesitos desemprego, infraestrutura, segurança e outros. Apresentou as possíveis soluções como a realização do concurso público, o racionamento de água, a cobrança de multa para metralhas e lixo nas ruas e pediu à população que usem as críticas de maneira construtiva, pois – citando suas próprias palavras – “nós queremos melhorar, mas com a participação do povo, ouvindo o povo. Afinal há necessidade de desarmar palanques e unir o povo”.

Alex Monteiro, consultor e ex-presidente da Destra apresentou um portfólio de soluções para os problemas de mobilidade urbana e segurança viária em Lajedo. Foi mostrado à população presente um plano cicloviário, plano de mobilidade, integração ao sistema nacional de trânsito, campanha de educação, rota turística e ciclo rural, incluindo finalmente Lajedo num mapeamento turístico de Pernambuco, possibilitando aos cidadãos e visitantes desfrutar da geografia, culinária, etc.

Já para os estudantes e interessados em fazer um curso superior, a audiência possibilitou o primeiro contato com a consultora Fernanda Rezende adiantando a intenção de trazer uma autarquia de ensino para Lajedo. Segundo Fernanda, será iniciado um estudo de 30 dias e os resultados serão apresentados em nova audiência com os possíveis cursos adequados aos munícipes.

ASCOM

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.