Papai Noel visita as crianças do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos de Arcoverde

novembro 30, 2016
Foto: Divulgação
A Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Arcoverde levou Papai Noel para o encerramento das atividades nos Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). O clima natalino tomou conta das crianças que se divertiram muito. Nesta quarta-feira, dia 30, está prevista a festa do SCFV da Casa da Juventude e da Pintada. Na quinta-feira (01) será a vez do SCFV da Vila São Francisco e da Creche Nossa Senhora do Livramento e na sexta-feira (02), no 3º BPM e Supletivo.
O encerramento já foi feito no SCFV da Malhada, das Caraíbas e do CCA, também com a presença de Papai Noel, levando o brilho do natal as crianças mais carentes destas comunidades. Enquanto isso, na Casa 60+, as integrantes estão participando de oficinas de enfeites natalinos e na segunda-feira, dia 05, está prevista a grande festa de Natal com a apresentação do Pastoril.
ASCOM

Exemplo de Solidariedade e cidadania: Projeto Dragão em Arcoverde

novembro 30, 2016
Foto: Projeto Dragão
Todas as cidades do mundo tem problemas, tem alguém precisando de um cobertor, um prato de comida, remédios, roupas, briquedos Tem gente com fome de aprender ou simplesmente precisando de um abraço.

É! Um abraço! Quantas vezes um bom dia ou um abraço não muda o nosso dia? Em Arcoverde, um grupo formado por aproximadamente 120 voluntários vem fazendo isso; é o Projeto Dragão. Aproximadamente 120 jovens saem pelas ruas e levam cestas básicas para famílias carentes, visitam abrigos e lares, levam roupas e brinquedos para crianças, livros para as escolas, cuidam dos animais de rua e ainda realizam palestras e contações de histórias.

É ! O Projeto Dragão que existe há 02 anos e meio, vem nos mostrando que na hora de ajudar as pessoas, o coração fala mais alto e se cada um ajudar um pouco, muito pode ser feito. Segundo Gabriel Batinga, descendente do penúltimo príncipe de Hohenzollern-Sigmaringen, os antigos príncipes criaram uma ordem cavalheiresca na idade média chamada " Ordem do Dragão" que tinha como missão proteger os pobres da disparidade dos senhores feudais; daí o nome Projeto Dragão.

É conseguindo doações, material escolar e lendo para as crianças que eles ajudam a lutar pela educação.

Foto: Projeto Dragão
Na luta por uma sociedade mais justa, existem um combate aos diversos tipos de preconceito, e eles combatem cada um deles com amor e palestras. Em cidades como Recife e Garanhuns o sopão solidários são marca registrada.

As visitas aos idosos também são frequentes. Lá eles encontram pessoas que muitas vezes foram abandonadas pela família, são sozinhas no mundo e precisam de um sorriso ou um abraço. Esse grupo faz isso, e sabe o que eles ganham ? Amor, amor e mais amor.

Foto: Projeto Dragão
Se você gostou do que viu e quer ajudar ou fazer parte desse time doando o que pode, seja amor ou tempo, entra em contato com o Gabriel através do telefone (8199328-2380. Se você quer conhecer ainda mais o trabalho desse grupo, também pode acessar o Facebook Projeto Dragão, quem sabe você tem um dom que vai fazer muito bem há alguém.

Esses dias tem mais projeto bacana por aqui. Conheça a sua cidade, os projetos desenvolvidos e participe, ajude , faça sua parte. Nós podemos fazer a diferença sempre.

Amannda Oliveira

Seminário Internacional discute Boas Práticas em Gestão de Paisagens, Parques Históricos e Culturais

novembro 30, 2016

Dono de uma paisagem cultural de altos valores patrimoniais e ambientais, o território das Missões Jesuíticas dos Guarani, no Brasil, foi escolhido para sediar o primeiro Seminário Internacional de Boas Práticas em Gestão de Paisagens, Parques Históricos e Culturais, entre os dias 5 e 9 de dezembro. O evento reunirá em Santo Ângelo (RS), gestores de sítios reconhecidos mundialmente para aprofundar as discussões e o conhecimento sobre boas práticas na gestão territorial de paisagens, parques históricos e culturais, contará na abertura com a presença da presidente do Iphan, Kátia Bogéa.

Promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em parceria com o Instituto Andaluz do Patrimônio Histórico (IAPH) e a Universidade Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), o seminário tem vagas limitadas (75 para inscrição) e busca debater, apresentar e possibilitar a troca de experiências de casos de boas práticas na gestão do Patrimônio Cultural, e nas políticas públicas relacionadas ao tratamento da paisagem cultural, de parques históricos e culturais que, dentro de uma perspectiva territorial, contribuam para a consolidação do Parque Histórico Nacional das Missões.

O seminário tem como público alvo gestores de Parques Históricos e Culturais e sítios protegidos pelo Iphan – declarados tanto como Patrimônio Nacional e Mundial e integrantes da lista indicativa brasileira –, agentes públicos envolvidos com a preservação patrimonial, representantes da sociedade civil com interface de atuação na área de abrangência territorial da Região das Missões, profissionais da área de patrimônio cultural e ambiental, acadêmicos envolvidos com a temática do patrimônio cultural e ambiental e estudantes universitários.

programação prevê a realização de visitas aos sítios arqueológicos de São João Batista, São Lourenço Mártir e São Miguel Arcanjo, além de palestras, conferências, e estudos de casos. Entre os temas abordados estarão os modelos para a proteção e gestão da Paisagem Cultural na Europa e no âmbito anglo-saxão; a experiência espanhola; gestão integrada dos sítios e paisagens culturais em Portugal (Parque Arqueológico do Vale do Côa), no Reino Unido (English Heritage Trust) e nos Estados Unidos da América (National Park Service); além da Colômbia com a Paisagem Cultural Cafetero; México com a Paisagem agavera e as antigas instalações industriais de tequila; Peru com a Cidade Sagrada de Caral-Supe; e a gestão da Paisagem Cultural no Brasil e dos Parques Históricos Nacionais.
Entre os palestrantes do seminário estarão representantes do Iphan, IAPH, Getty Conservation Institute, Fundação Côa Parque, English Heritage Trust, National Park Service, Ministério da Cultura da Colômbia, Instituto Nacional de Antropologia e História do México, Parque Natural e Entorno de Doñana, da Espanha, Ministério da Cultura do Perú, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), e da Coordenação Nacional do Projeto de Valorização da Paisagem Cultural e do Parque Histórico Nacional das Missões (Projeto Iphan/ABC/UNESCO).

Parque Histórico Nacional das Missões
O Iphan atua na preservação do Patrimônio Cultural das Missões Jesuíticas Guarani, no Rio Grande do Sul, desde 1937 – ano de sua criação – com o tombamento federal das estruturas remanescentes da redução jesuítica-guarani de São Miguel Arcanjo, declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1983.
Ao longo dos anos, outros remanescentes integrantes dos povoados reducionais da república jesuítica do Paraguai, situados em território brasileiro – chamados Sete Povos das Missões – foram reconhecidos como Patrimônio Cultural Nacional. Assim, quatro sítios arqueológicos encontram-se tombados e são administrados diretamente pelo Iphan: São Miguel Arcanjo, São João Batista, São Lourenço Mártir e São Nicolau.

Com o intuito de promover a gestão territorial de forma integrada entre patrimônio cultural e ambiental, reposicionando os bens patrimoniais como ativos socioculturais e econômicos, envolvendo os distintos atores locais e compartilhando responsabilidades, o Iphan propôs em 2009 a criação do Parque Histórico Nacional das Missões (PHNM). A figura de gestão de “Parque Histórico Nacional” necessita ser aprofundada, assim como a abordagem territorial incluindo o conceito de Paisagem Cultural. Neste sentido, o projeto de consolidação do PHNM se propõe como piloto ao Iphan, de modo a permitir orientar uma política nacional nessa matéria.

Missões Jesuíticas
O Parque Histórico Nacional das Missões foi criado em 2009, por meio do Decreto nº 6.844, reunindo os sítios arqueológicos missioneiros de São Miguel Arcanjo (localizado no município de São Miguel das Missões), de São Lourenço Mártir (em São Luiz Gonzaga), de São Nicolau (em São Nicolau), e o de São João Batista (em Entre-Ijuís).
O Sítio Histórico de São Miguel Arcanjo ou São Miguel - Tombado como Patrimônio Nacional, em 1938, e declarado Patrimônio Cultural Mundial, pela Unesco, em 1983, era um dos povoados que pertenciam as reduções jesuíticas-guarani, que formava com seis outras, os chamados Sete Povos das Missões que, hoje, localizam-se em território brasileiro. As reduções eram povoados implantados em território originalmente ocupado por indígenas durante o processo de evangelização promovido pela Companhia de Jesus nas colônias da coroa espanhola na América, durante os séculos XVII e XVIII, representam importante testemunho da ocupação sistematizada do território, e das relações culturais que se estabeleceram entre os povos nativos, na maioria do grupo étnico Guarani, e missionários jesuítas europeus. A “Província Jesuítica do Paraguai”, que compreendia um sistema de relações espaciais, econômicas, sociais e culturais singulares, conformada à época por 30 povoados, chamados de reduções, o qual incluía ainda estâncias, ervais, redes de caminhos e vias fluviais estendidas pela bacia do Rio Uruguai e de seus afluentes, abrangia uma extensa área da América Meridional, correspondente, nos dias atuais, a regiões do Paraguai, Argentina, Uruguai e Brasil.

Inscrições
O número de participantes é limitado e serão oferecidas 75 vagas. A ficha de inscrição deve ser enviada para o e-mail projeto.missoes@iphan.gov.br
com o título INSCRIÇÃO SEMINÁRIO PARQUES, até o dia 30 de novembro.


Serviço
Seminário Internacional de Boas Práticas em Gestão de Paisagens, Parques Históricos e Culturais
Data:
 5 a 9 de dezembro de 2016
Local: Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Campus Santo Ângelo - Rua Universidade das Missões, 464 – Santo Ângelo (RS)
Informações: projeto.missoes@iphan.gov.br

Simpósio Internacional de Dislexia vai acontecer no Recife

novembro 30, 2016
Centro Especializado em Apoio Multidisciplinar (CEAM-PE) promoverá debates acerca da Dislexia



O Centro Especializado em Apoio Multidisciplinar vai realizar o primeiro Simpósio Internacional sobre Dislexia, que acontecerá entre os dias 03 e 04 de fevereiro de 2017, no Centro de Convenções de Pernambuco. Durante os dois dias de evento serão debatidos diversas questões que envolvem o distúrbio ou transtorno de aprendizagem na área de leitura, escrita e soletração da criança, com maior incidência nas salas de aula.

“Esse será um importante evento nunca visto em todo Norte e Nordeste a tratar desta problemática, contando com cinco renomados especialistas que estarão conosco trazendo discussões que sempre rendem esclarecimentos e novas diretrizes”, afirma o Neuropsicólogo Ítalo Bruno Gomes, um dos organizadores do Simpósio. Ele explica que quem tem dislexia já nasce com ela, e as vezes, demora anos para descobrir que tem o distúrbio, porém é possível ter uma vida muito bem aproveitada se tiver um diagnóstico cedo.
Para isso, participará do simpósio como palestrante internacional, Rafael Silva Pereira que é doutor em Ciências da Educação e Especialista em Dislexia e Dificuldades de Aprendizagem. Ele vai tratar do tema “Neuroaprendizagem: avaliação e intervenção multidisciplinar na dislexia, discalculia e desortografia”.

O Fisioterapeuta Dr. Francisco Miguel Pinto, especialista em Motricidade Humana, Posturologia e ginástica médica, também é um dos palestrantes confirmados ao lado de Cleide Fernandes Teixeira que é Fonoaudióloga e doutora em Saúde Coletiva, além da Fonoaudióloga Maria Inês Abranches de Oliveira Santos – especialista em Psicologia Escolar e Aprendizagem, bem como Simone Travassos, Oftalmopediatra, que atua no Hospital de Olhos de Pernambuco e na Fundação Altino Ventura.
O Simpósio Internacional sobre Dislexia busca interagir com profissionais e estudantes do setor pedagógico e da saúde, reforçando conhecimentos, compartilhando experiências e troca de informações com especialistas renomados.

As inscrições poderão ser realizadas pelo  SITE.

ASCOM

Programa de bolsas de estudo facilita acesso ao ensino básico e superior em Arcoverde/PE

novembro 30, 2016

Uma bolsa de estudo é a chave para muitas pessoas ingressarem em instituições particulares sem precisar pagar o valor integral da mensalidade. Para facilitar o acesso a uma educação de qualidade, o programa Mais Bolsas está disponibilizando, para o semestre 2017.1, vagas com descontos de até 50% para a Educação Básica e Superior, que irão beneficiar mais de 500 Arcoverdenses.

Por meio de parcerias com mais de 10 mil instituições, como a Escola Conviver, Fael e Grupo Educa Mais EAD, o programa concede bolsas de estudo nas modalidades presencial e à distância para todo o país. Entre os cursos superiores oferecidos em Arcoverde/PE estão Administração, Ciências Contábeis, Gestão Pública e Direito Civil.

Para o gerente do Mais Bolsas, José Araújo, a educação é um dos principais pilares da sociedade e o programa pode ser a solução para quem não tem condições de pagar uma mensalidade integral. “As pessoas têm consciência da competitividade do mercado de trabalho em meio à crise econômica e vêm buscando uma qualificação profissional. O Mais Bolsas existe justamente para possibilitar esse acesso”, afirma Araújo.

Para se inscrever gratuitamente, basta acessar www.maisbolsas.com.br, escolher a cidade, modalidade, a série ou curso e a instituição pretendida. O candidato pode ser aprovado de imediato, caso haja vaga disponível. Mais informações podem ser obtidas por meio do SAC, chat, redes sociais ou central de atendimento, nos telefones 4007-2209, para capitais e regiões metropolitanas, ou 0800 002 5854, para as demais localidades.

Samara Galdino

Luciano Magno é canta Gil e Caetano no Le Moulin em Gravatá

novembro 30, 2016

Nascido em Paulo Afonso - BA e hoje, cidadão pernambucano, radicado há 26 anos no Recife, Luciano Magno traz para essa apresentação uma homenagem a dois dos maiores nomes da música popular brasileira, Gilberto Gil e Caetano Veloso que já contabilizam mais de 50 anos de carreira.
"Dentro da minha formação musical, Gil e Caetano são de fundamental importância. A musicalidade, a poesia, o ritmo e os encaminhamentos harmônicos que estão inseridos na rica e vasta obra de ambos, influenciaram na minha escolha pessoal de seguir os rumos da carreira artístico musical. Plurais, Caetano e Gil, tem em seu cancioneiro todas as nuances que permeiam a MPB. Tal riqueza é ensinamento e exemplo a ser seguido por todo e qualquer artista brasileiro. Assim sendo, nada mais natural que hoje eu venha prestar a minha singela homenagem, através do meu instrumento e canto a estes dois gênios da música que tanto acrescentaram à minha formação artística." (Luciano Magno)
O espetáculo acontecerá no próximo dia 03/12, sábado, no Le Moulin Fondue, em Gravatá. E se dará em forma de um mosaico composto das várias fases musicais que formam a obra destes dois mestres, do início nos festivais à Tropicália, do exílio à fase pop/rock dos anos 80 até os discos atuais que continuam na vanguarda da MPB.

Carolina Leitão

Avião com equipe da Chapecoense sofre acidente cai na Colômbia

novembro 29, 2016
Reprodução Twitter - @TheACMario

O avião que transportava a delegação da equipe da Chapecoense caiu perto do aeroporto internacional de Medellín na madrugada desta terça-feira. O acidente deixou 75 mortos. Num primeiro momento foi divulgado que havia apenas cinco sobreviventes e, horas após a tragédia, autoridades colombianas anunciaram ter encontrado mais uma pessoa: o zagueiro Neto. Foram socorridos dois tripulantes - um deles morreu no hospital -, quatro jogadores e um jornalista.

"Foram resgatadas seis pessoas com vida, mas infelizmente uma faleceu. O restante dos ocupantes lamentavelmente faleceu. O balanço trágico é de 76 vítimas fatais", disse o general José Gerardo Acevedo, comandante regional da polícia.

Informações: G1

Amupe e Governo do Estado promovem o Seminário Novos Gestores em Gravatá

novembro 28, 2016
A Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), em parceria com o Governo do Estado, promove o Seminário Novos Gestores, nos dias 05 e 06 de dezembro, no Hotel Canariu’s de Gravatá. O evento voltado para os gestores eleitos e assessores municipais, tem confirmada a presença do Governador Paulo Câmara. O seminário conta também com o apoio e mobilização da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Caixa Econômica Federal e Sebrae, além das Secretarias do Estado.
Pernambuco contou com uma expressiva renovação no quadro de gestores nas eleições de 2016: de acordo com a lista disponibilizada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), do total de eleitos, 136 são novos gestores e 48 renovaram seus mandatos. Nesse contexto, o Governador do Estado de Pernambuco Paulo Câmara convida os gestores a participar do Seminário Novos Gestores. “As pautas a serem discutidas no Seminário, pensadas em conjunto com a Amupe, apontam desafios e perspectivas para os municípios, que devem priorizar um rigoroso planejamento  afim de evitar problemas futuros, e nisto a Amupe e  o Governo do Estado estão juntas para apoiar os prefeitos,” afirma Câmara.
O presidente da Amupe e prefeito de Ingazeira, Luciano Torres, destaca o papel da instituição e reforça a importância da abertura para diálogo e parcerias entre os municípios em iniciativas como o Seminário Novos Gestores. “Queremos dar as boas vindas e parabenizar a todos os prefeitos eleitos, aos que renovaram seus mandatos e aos que estão chegando agora. A casa dos municípios, a Amupe, aguarda-os de braços abertos e espera manter a parceria efetiva que sempre caracterizou o relacionamento desta Associação com os municípios”.
Seminário Novos Gestores
05 e 06 de Dezembro, no Hotel Canariu’s de Gravatá
Endereço: BR-232 – Novo Gravatá, Gravatá – PE, 55645-120
Inscrições no Hotsite: Clique AQUI

AMUPE

Oposição pede abertura de processo contra Michel Temer

novembro 28, 2016
Waldemir Barreto/Agência Senado
Parlamentares de oposição protocolaram nesta segunda-feira (28) representação na Procuradoria-Geral da República para que sejam apuradas as denúncias de crimes de concussão, advocacia administrativa e improbidade administrativa cometidos pelo presidente da República, Michel Temer. O documento é assinado por deputados e senadores do PT e do PCdoB.
— Estamos pedindo que a Procuradoria-Geral da República investigue o presidente da República por três crimes: prevaricação, concussão e advocacia administrativa. E esperamos que a investigação seja aberta – afirmou o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE). As denúncias tratam do caso envolvendo o apartamento do ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, que se demitiu na sexta-feira (25), após as denúncias do ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero.
Para a senadora Fátima Bezerra (PT-RN), as evidências de que o presidente cometeu crime de responsabilidade são “bastante claras”, uma vez que não havia conflitos administrativos a serem resolvidos, ao contrário do que Temer disse. Fátima ponderou que o Iphan, em nível nacional, já havia negado o alvará de construção do prédio na Bahia por ferir a legislação ambiental.
— Não se tratava de conflito administrativo. O que o presidente faz? Usa a instituição sagrada, que é a Presidência da República, chama o próprio ministro da Cultura e pede a ele que ele dê um jeitinho, que ele envie o processo para a AGU, porque, segundo o próprio presidente, a AGU já estava pensando também em dar um jeito, que era dar uma solução que fosse boa para ambos - afirmou.

Impeachment

Além da representação na PGR, os senadores querem também que sejam ouvidos na Casa o ministro-chefe da Casa Civil Eliseu Padilha, o novo ministro da Cultura, Roberto Freire, e a advogada-geral da União, Grace Mendonça. A intenção é ouvir esclarecimentos dos ministros sobre o suposto tráfico de influência que o ex-ministro Geddel Vieira Lima exercia no governo.
O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) revelou que a oposição deve protocolar um pedido de impeachment contra o presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados ainda esta semana. Segundo Lindbergh, o documento deve ser assinado pelos movimentos sociais, porque, se for assinado pelos parlamentares, estes poderiam ficar impedidos de participar e votar no processo do impeachment.
Agência Senado 

Luciana Mello lança clipe de “Jóia Rara”

novembro 28, 2016

A cantora Luciana Mello lançou recentemente o disco “Na Luz do Samba”, inteiramente dedicado ao estilo. Depois do clipe em realidade virtual “Estrela Sorridente”, ela lança novo vídeo. “Jóia Rara” dirigido por Alexandre Sorriso e gravado ao vivo durante o show de lançamento do álbum em São Paulo, no Theatro NET.

"Jóia Rara é uma música que sempre gostei e ouvia na voz do próprio compositor, o Walmir Borges, que também produziu o CD. Há alguns anos, fiz uma participação especial no show do Walmir e cantamos essa música juntos. Quando estava gravando, achei que seria uma ótima oportunidade de incluí-la no disco. Aí chamamos o incrível arranjador e produtor Otávio de Moraes para fazer esse arranjo lindo!” – contou Luciana.

"Na Luz do Samba" já está à venda e disponível nas principais plataformas digitais.

Marcus Cesar

ELIS - O FILME Um arremedo de crítica e/ou de crônica

novembro 28, 2016

Jael Soares

Aquém. Palavra que uso para definir Elis - O Filme. Não de maneira pejorativa, e sim porque tudo quedou desse jeito e porque fica inaplicável oferecer uma narração que abrace o horizonte de fortes 36 anos da - considerada por mim e por tantos - maior cantora que o Brasil teve e que o dignifica diante do globo. O legado da Pimentinha (ou Hélice Regina ou Lilica ou Eliscóptero), muitos podem até desconhecer, mas nos acompanha(rá) e deve ser difundido e estudado.
Pois bem. Antes de ir ver, li e ouvi de alguns fãs que é um filme de recortes. E é, todavia, a meu ver, com costura agradável. Vale destacar que talvez eu seja o menos indicado para falar sobre qualquer coisa de Elis, faço parte dos fãs menos puritanos e acredito que toda produção com dignidade vale para as novas gerações saberem a importância da música numa sociedade (Elis ainda vive tal propósito). E o presente cartaz cumpre este papel, notadamente por causa de Andréia Horta e da equipe que a preparou. Ela é Ela. Considerando os óbvios distanciamentos da personagem real para o processo de criação da Elis das telas, ela é Ela. Falta algo a mais? Logicamente! A força da natureza quase indomável estava na original e não surge muito na atriz. Não precisa ser fã para perceber isso, basta ver e (tentar, ao menos) entender o peso do conhecido clipe de "Como nossos pais".
Um dos itens, porém, que me cutucaram foi a linearidade. É uma história com início, meio e fim. Fiz questão de assistir à produção duas vezes para tentar entrar na ideia da direção, realizada por Hugo Prata, e do roteiro, deste com Luiz Bolognesi e Vera Egito... Pudesse eu ver no repeteco durante uma semana até compreender, faria isso, mas há muito espaço no bolso... Então, gostaria de perguntar aos roteiristas o porquê da escolha desse tipo de narração sem ousadia. Suposições: pouco dinheiro e/ou tempo para elaborar e aplicar uma ideia diferente; pensaram talvez que o povão não captaria; ou elegeram essa como a didática apropriada para um Brasil de geração alheia a bastantes fatos... Faria uma garrafa de café para chamá-los para uma prosa. Um dia, quem sabe?
Ainda sobre o roteiro e partindo para uma discussão que ocorre mais com literatura de ficção, digo que é inútil comparar o trabalho com as biografias. Filme é outra linguagem e ponto. Contudo, confesso, foi inevitável e inútil segurar minha mente para não pensar em "Furacão Elis", de Regina Echeverria, mesmo que a meu ver ela tenha tratado Elis única e literalmente como um furacão, não como uma pessoa, e em "Elis Regina - Nada será como antes", de Júlio Maria, que, com texto invejável, tira o oxigênio do cérebro do leitor, além dos sorrisos, iniciando a obra pelo último ato. Modéstia às favas, fosse eu o responsável, produziria o roteiro de maneira impactante me guiando pela segunda opção. Costumo dizer até que, se você é psicólogo(a) e deseja entender a cantora como faz um(a) profissional, esta obra pode servir para o estudo do caso.
Outro incômodo: músicas e efeitos sonoros. Escolheram muito bem, na verdade, e eu realmente não esperava ver a cena de Elis sendo vaiada no Phono 73 (cena esta que vale pela produção inteira, é o ponto alto!) ou uma trilha complementar, distante da obra da Pimentinha, por exemplo; entretanto, a canção que vem nos créditos me causou um breque. O público está sentado, lamentando-se pelo fim (da vida, do filme, ouvindo vocalizações e acompanhamentos muito densos de [spoiler retirado]) e, inadvertidamente, uma explosão entra e corta o barato da melancolia. Porém, quiçá seja esse um modo de representar a gaúcha frase "Diz que não 'tá morto quem peleia, né, tchê? Tô aí. Tu vês, né?", gracejada por Elis no Jogo da Verdade, da TV Cultura.
Falando no programa, há frases ditas em entrevistas dentro e fora do contexto. E não me incomodaram - sentimento que abateu ao ver o espetáculo "Elis - A Musical", apesar deste também ser digno, dadas esta e outras poucas ressalvas, diga-se. Tampouco me incomodou a ausência material de Milton Nascimento, Gilberto Gil, Ivan Lins, Nathan Marques, Tom Jobim, João Bosco, Chico Buarque, Guilherme Arantes, Clara Nunes, Rita Lee... Mas faltaram a presença de dona Ercy, mãe da gauchinha (foi horrível isso), e a aparição antes anunciada de Marisa Orth vivendo Myriam Muniz, diretora do icônico "Falso brilhante", o primeiro dos grandes espetáculos de Elis (cuja relevância não foi enfatizada) e pai do histórico disco de mesmo nome. Também não há sequer a visita sonora de Renato Teixeira ou uma pincelada sobre trabalhos louváveis de Elis como a luta pelos direitos dos músicos e cantores, a inscrição da voz como instrumento, o Circuito Universitário, o show no Montreux Jazz Festival, na Suíça (onde se apresentou dois dias e chegou a ser aplaudido por aproximadamente 11 (ONZE) minutos), etc...
Mais um incômodo (o maior): apesar de estar com costura agradável, como disse, o roteiro recaiu na invencionice comumente utilizada por aí. Repito igualmente que é inaplicável fazer algo que abrace um mundo igual ao de Elis, mas é necessário recomendar aos espectadores: fatos como a aproximação com César Camargo Mariano, o encontro com Henfil e ao menos uma ligação antes da morte não transcorreram das maneiras encenadas. Por fim, o literalmente último incômodo: a falta de profundidade no fim.
Nunca é o bastante, vocês veem. Nós fãs temos um jeito feio de querer que um livro, um filme, uma minissérie ou um show de certa forma traga de volta à vida as nossas estrelas. É isso o que queremos. E vêm sempre pontadas de frustração. Talvez seja a saudade daquele Brasil - não o dos ditadores, e sim do da equilibrista que sabe que o show de todo artista tem que continuar, justamente por causa da saudade. É uma espiral. Mas, não, não precisamos de outra Elis Regina Carvalho Costa e não haverá outra menina, mulher, senhora, mãe, furacão, ingênua, insegura, temperamental, encrenqueira, intérprete, atriz, cidadã e instrumento musical sem par. Angustia-me ter de ser saudosista. Principalmente de quem nunca vivi...
Fala-nos o texto de Fernando Faro que Elis recitou no último grande espetáculo, "Trem azul", dirigido por ele: "Agora, retiram de mim a cobertura de carne, escorrem todo o sangue, afinam os ossos em fios luminosos e, aí, estou, pelo salão, pelas casas, pelas cidades, parecida comigo. Um rascunho. Uma forma nebulosa, feita de luz e sombra. Como uma estrela. Agora eu sou uma estrela!”
Reforço novamente: o filme é digno. E dá gás e vida a quem enxerga(r) essa estrela, ainda que lance mão de uma e outra linha de fantasia ou que deslize. Os nossos contemporâneos tempos sombrios (quem diria?) precisam novamente da música e do poder social dela. Tudo está aquém e propício para tanto.
Quem grita vive contigo.


Quem é Jael Soares?

27 anos, negrense de geração e criação, aguasbelense de nascimento e ainda itaibense porque Negras é distrito de lá. Cresceu em escola pública, graduou-se com láurea em Comunicação Social - Jornalismo, é especialista em Gestão da Comunicação e Eventos, estuda Inglês, melhora a respiração e a postura com yoga e aspira a aprender mais da gramática do português brasileiro. Também canta (como pode), faz poemas e músicas (se inspirado), ama biografias (comprá-las também), redige crônicas (quando encharcado de realidade), aventura-se a escrever contos (a vida às vezes é muito real), desenha (na mesa e na parede de casa), não cultua divindades (e vive bem), possui o devaneio de um dia melhorar o senso crítico no jornalismo (há pitaqueiro demais solto por aí) e - após passar por produção de TV, edição e reportagem em portal de notícias, assessoria e vários frilas - atualmente trabalha com mídias sociais (ainda que tenha um pé no analógico). Sim, "benze" colegas que: não distinguem sítio, povoado, distrito, cidade e município (dizer "prefeito/vereador da cidade" é prejudicial à amizade); não colocam ponto de interrogação depois de "né"; usam o pronome pessoal "sua" para todas as pessoas; definem cultura como sinônimo de arte ou algo erudito. Ah, e fala demais. Ou não. Talvez um pouco de cada... Precisa de café.

Cecora promove a campanha Natal da Gente

novembro 28, 2016

Pelo terceiro ano consecutivo, o Centro Comercial Regional de Arcoverde Vereador Ulisses de Britto – Cecora realiza o “Natal da Gente”, a partir desta quinta-feira, dia 1° de dezembro. “Essa campanha chega para estimular as vendas no Cecora e para ofertar aos clientes da cidade e da região, ainda mais variedades de produtos e prêmios”, enfatiza a prefeita de Arcoverde, Madalena Britto.

Na compra de R$ 20 reais em produtos, o cliente recebe um cupom e concorre no dia 03 de janeiro a vários prêmios como: TV de LED de 32 polegadas, forno micro-ondas, celular Smartphone,  fogão de quatro bocas, DVD portátil, ventilador, liquidificador, batedeira e três vales compras no valor de R$ 100,00, nas lojas participantes da campanha.

Ao todo são 65 lojas envolvidas, entre os segmentos de confecções, calçados, quitandas, mercadinhos, lojas de utensílios para o lar, restaurantes, docerias, lojas de produtos lácteos, bomboniere, salão de beleza, farmácia, loja de artigos para festa, artesanato e alguns boxes do mercado de carnes etc. A promoção só é válida para as lojas participantes e vai até o dia 31 de dezembro.

ASCOM

Jota Michiles em aquecimento para o carnaval no Quinta no Galo

novembro 28, 2016

Homenageado do desfile de 2017 recebe os convidados André Rio, Nena Queiroga e Almir Rouche em noite de esquenta para o carnaval

Foto: José Marcos

Faltando menos de três meses para o Carnaval e o desfile do Galo da Madrugada, o consagrado compositor pernambucano, Jota Michiles foi convocado para realizar um “esquenta” para o período mais aguardado do ano pelos foliões. O artista será o anfitrião da próxima edição do projeto “Quinta no Galo”, a partir das 20h, no Palácio Enéas Freire, no bairro de São José, nesta quinta, 1º de dezembro. 

Para tornar a noite ainda mais especial, a noite contará ainda com a participação dos cantores André Rio, Nena Queiroga e Almir Rouche. Autor de sucessos como “Bom Demais”, “Me Segura Senão Eu Caio”, “Diabo Loiro” e “Roda e Avisa”, Jota Michiles completa 50 anos de carreira e promete uma noite de muito frevo no pé.

Com mais de 20 anos de estrada, André Rio é um dos convidados de Jota Michiles nessa edição. Parceiros de longas datas, o pernambucano iniciou sua carreira como cantor de frevo com o álbum “Queimando a Massa”, música composta por Michiles na década de 1990. André promete trazer sucessos como “Sou teu amor”, “O bicho vai pegar” e sua nova música de trabalho “Se joga e vai”, além de “Chuva de Sombrinhas”, uma composição feita em parceira com Nena Queiroga e Beto Leal.

Filha de artista, a ligação de Nena Queiroga com o frevo começou acompanhando a mãe. Aos 16 anos já cantava em Orquestras, animando os bailes de carnaval nos clubes da cidade. Cantou a primeira vez com o Maestro Duda. Três anos mais tarde, deu vida à noite recifense, quando fez parte do elenco da casa de shows Som das Águas. Ao lado de André Rio, Nena foi introduzida no mundo dos shows populares e das composições.

Presença garantida nas prévias, bailes e blocos carnavalescos do estado, Almir Rouche segue há 16 anos em carreira solo. “Galo eu te Amo”, “Recifolia”, “A Vida Inteira te Amar”, “Deusa de Itamaracá” são alguns dos sucessos do artista presente em suas apresentações. 

O evento contará ainda com apresentações culturais para levar o público a reviver os grandes Carnavais com Palhaços Mascarados do Galo, Fantasias do Galo da Madrugada, Maracatu Rural, Maracatu de Baque Virado, Caboclinhos, Grupo de Passistas de Frevo e Bloco Lírico.

SERVIÇO
Prévia “Quinta no Galo com Jota Michiles e convidados”
Local: Palácio Enéas Freire (Sede do Galo da Madrugada)
Rua da Concórdia, 984, bairro de São José, Centro do Recife-PE
Data: quinta-feira, 1º de dezembro
Horário: 20h às 23h
Ingressos: R$ 30,00 (individual) e R$ 140,00 (mesa para quatro pessoas)
À venda na sede do bloco
Informações: (81) 3224-2899

Angélica Souza

Reajuste de policiais federais será votado com urgência

novembro 28, 2016
O Senado aprovou nesta quinta-feira (24) requerimento de urgência para o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 78/2016. O texto (PL 5865/2016 na Câmara) concede reajustes salariais aos policiais federais e rodoviários federais e a outras carreiras. Após a aprovação do requerimento, o presidente do Senado, Renan Calheiros, negou que o Senado venha a atrasar a votação do projeto em retaliação às investigações feitas pela Polícia Federal.
— Eu acho que essa votação é muito importante, antes que digam que nós não estamos votando em retaliação à Polícia Federal e à Polícia Rodoviária Federal.
O texto também concede reajustes para as carreiras de perito federal agrário; de Desenvolvimento de Políticas Sociais; e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit).
Os reajustes são diferentes por categoria e serão parcelados nos próximos três anos, a partir de 2017. O projeto também permite que servidores de três carreiras possam optar pela incorporação de gratificações de desempenho aos proventos de aposentadoria ou de pensão.

Extrateto

Na mesma sessão, os senadores aprovaram requerimento para a inclusão, na ordem do dia de 8 de dezembro, das propostas sugeridas pela Comissão Especial do Extrateto. O colegiado analisa os salários de servidores que recebem acima do teto constitucional. O relatório da Senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) ainda não está pronto. Assim que for votado na comissão, deve seguir para o Plenário.

Agência Câmara

DETRAN-PE lança projeto voltado aos jovens e adolescentes

novembro 28, 2016
Com uma proposta diferenciada para formar futuros condutores, a Secretaria das Cidades, por meio do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – DETRAN-PE lança na próxima terça-feira, 29, às 09h, na Escola Pública de Trânsito – EPT, o Projeto Jovem Cidadão. A previsão é receber três mil estudantes por ano, com as vivências pedagógicas realizada na EPT, tendo duração de duas horas.

A ação, que acontece até meio dia, é voltada aos alunos do ensino fundamental de escolas públicas e privadas do Recife e Região Metropolitana, conta com um micro-ônibus decorado para buscar os estudantes nas unidades de ensino, dispondo de toda infraestrutura necessária para garantir a vinda e o retorno para a realização das visitas e desempenho das propostas planejadas. 

Entre as atividades propostas estão: visita ao pátio de exames práticos; palestra sobre ética e segurança; momento de reflexão, vivências sobre o efeito da associação do álcool e direção (utilizando óculos simuladores), vivência em simulador de direção e momento de leitura na biblioteca da EPT. Cada grupo será composto com até 24 alunos, subdivididos em grupos menores que percorrerão simultaneamente o circuito de atividades e ainda participarão de momentos educativos com a Turma do Fom-Fom.  

“Infelizmente, os jovens e adolescentes estão entre um grande grupo que dão entrada nas emergências do estado e que muitas vezes o causador disso é a mistura de álcool e direção. Com esse Projeto, estamos fechando um ciclo de programas educativos, com atividades permanentes com crianças, adolescente, jovens e adultos, na busca por diminuir ainda mais o número de acidentes em Pernambuco”, defende o diretor presidente do DETRAN-PE, Charles Ribeiro.  

SERVIÇO:
Lançamento do Projeto Jovem Cidadão
Quando: Terça-feira, 29/11
Local: Escola Pública de Trânsito - Estrada do Barbalho, 889, Iputinga – Recife/PE
Horário: 9h ao meio-dia.

ASCOM

O Grande encontro – 20 anos é lançado em CD e DVD

novembro 27, 2016

O Grande Encontro 20 anos será lançado em dezembro nos formatos de Cd e DVD. O trabalho conta com 33 músicas em 29 números, em uma gravação ao vivo do show que celebra os 20 anos do projeto. Na quarta edição do projeto, com Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo eles cantam já gravadas e conhecidas do público, com exceção da inédita Ciranda da traição (Alceu Valença, 2016) e O melhor presente (parceria de Geraldo e Elba com Toni Garrido).

Confiram o check list do trabalho:

1. Anunciação (Alceu Valença, 1983) – Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo

2. Caravana (Alceu Valença e Geraldo Azevedo, 1975) – Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo


3. Me dá um beijo (Alceu Valença, 1972) – Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo


4. Sabiá (Luiz Gonzaga e Zé Dantas, 1951) – Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo


5. Papagaio do futuro (Alceu Valença, 1974) /

    Coco das serras (tema tradicional em adaptação de Emmanuel Cavalcanti, 1992) – Alceu Valença e Geraldo Azevedo

6. Moça bonita (Geraldo Azevedo e José Carlos Capinam, 1981) – Alceu Valença e Geraldo Azevedo


7. Sétimo céu (Geraldo Azevedo e Fausto Nilo, 1988) – Geraldo Azevedo


8. Dona da minha cabeça (Geraldo Azevedo e Fausto Nilo, 1986) – Geraldo Azevedo


9. Dia branco (Geraldo Azevedo e Renato Rocha, 1979) – Geraldo Azevedo


10. Só depois de muito amor (Geraldo Azevedo e Abel Silva, 2016) – Geraldo Azevedo


11. Bicho de sete cabeças II (Geraldo Azevedo, Zé Ramalho e Renato Rocha, 1979) – Elba Ramalho e  Geraldo Azevedo


12. Chorando e cantando (Geraldo Azevedo e Fausto Nilo, 1986) – Elba Ramalho e Geraldo Azevedo


13. Ai, que saudade d'ocê  (Vital Farias, 1982) – Elba Ramalho


14. Chão de giz (Zé Ramalho, 1978) – Elba Ramalho

15. Sangrando (Gonzaguinha, 1980) – Elba Ramalho

16. Na base da chinela (Jackson do Pandeiro e Rosil Cavalcanti, 1962) /
      Qui nem jiló (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1941) /
      Eu só quero um xodó (Dominguinhos e Anastácia, 1973) – Elba Ramalho


17. Ciranda da rosa vermelha (Alceu Valença com refrão de domínio público, 1997) – Alceu Valença e Elba Ramalho


18. Flor de tangerina (Alceu Valença, 2002) – Alceu Valença e Elba Ramalho


19. La belle de jour (Alceu Valença, 1992) – Alceu Valença /
      Girassol (Alceu Valença, 1987) – Alceu Valença

20. Coração bobo (Alceu Valença, 1980) – Alceu Valença

21. Cabelo no pente (Alceu Valença e Vicente Barreto, 1981) – Alceu Valença

22. Morena tropicana (Alceu Valença e Vicente Barreto, 1982) – Alceu Valença


23. Táxi lunar (Geraldo Azevedo, Zé Ramalho, Alceu Valença, 1977) – Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo

24. Ciranda da traição (Alceu Valença, 2016) – Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo

25. Pelas ruas que andei (Alceu Valença e Vicente Barreto, 1982) – Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo


26. Banho de cheiro (Carlos Fernando, 1983) – Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo


27. Frevo mulher (Zé Ramalho, 1979) – Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo


Extras:
1. Tesoura do desejo (Alceu Valença, 1992)
2. O princípio do prazer (Geraldo Azevedo, 1986)

Eles trazem esse show ao Recife no dia 02 de dezembro.

Informações: ASCOM

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.