Estudante arcoverdense fala a respeito da educação na cidade em 2016

Neste ano de 2016 em meio as nossas coberturas pela cidade , conhecemos a estudante Andreza Kamylla que falava da sua escola EREM Senador Vitorino Freire com um amor que há tempo eu não via. Pedi a estudante para falar sobre o ano que se finda na sua escola, com o seu sentimento, vivência e palavras. E qual foi a minha alegria ao ver o quanto esta escola fez dela e de outros alunos cidadãos prontos para o futuro.

Conheçam o texto que ela nos enviou:


"Após estudar esses 3 anos na EREM Senador Vitorino Freire, conclui que mesmo diante dos obstáculos sempre é possível realizar os nossos objetivos através da união e da coletividade. Desde que entrei nesta escola tenho aprendido muitas coisas, começando pelos primeiros dias de aula através do protagonismo, aonde um dia fui ouvinte e esse ano tive a oportunidade de ser protagonista, atuando como multiplicadora da informação, transmitindo para os alunos novatos todos os conhecimentos que adquiri sobre os 4 pilares durante o meu aprendizado, são eles : aprender a ser, aprender a conviver, aprender a conhecer e aprender a fazer. 

O protagonismo funciona todos os anos com o objetivo de auxiliar a gestão e ajudar na recepção dos alunos, participando dos eventos e na organização para melhorias dentro da escola, fazendo com que o aluno seja o protagonista da sua história. O espírito de confiança é o grande diferencial nessa escola, pois através dele consegui vencer os meus limites e me tornar a presidente do grêmio estudantil, aonde tive a honra de trabalhar em parceria com a gestão com o objetivo de lutar por melhoras dentro e fora da nossa escola. 

Através da nossa união inovamos nos interclasses com o desfile para a escolha da mascote da escola; na festa junina com o pé de serra ao vivo através da parceria com a Prefeitura de Arcoverde;  na construção do jornal " Tá Ligado?!"; na publicação do horóscopo semanal; da frase do dia e a realização de palestras sobre movimento estudantil. 

Entretanto, teve um projeto que não conseguimos concluir, mas que nos deixou uma maravilhosa lição de vida: a construção da rádio escolar. Esse foi um desafio que sempre lutamos para vencer, mas a nossa maior vitória foi não ter desistido. Desde o início lutamos para realizar essa meta, fizemos de tudo, desde fazer sorteios de rifas e realização de eventos até pedir contribuições nas escolas mais próximas. Contudo, mesmo com poucos materiais eu tinha a disposição de colocar uma pequena caixa de som no refeitório todos os dias para que os alunos tivessem um momento de lazer, eu perdia uma boa parte do meu intervalo, mas ficava feliz ao ver a alegria nos olhos daqueles jovens.
Tivemos também outros projetos da escola, entre eles: "De cara limpa contra as drogas"; Caminhada contra o mosquito da dengue; Projeto sobre a violência contra a mulher e a Caminhada sobre o Outubro Rosa. Entretanto teve um projeto que significou muito para mim: teatros e apresentações sobre a cultura sertaneja. Através desse projeto e da confiança depositada em mim, consegui desenvolver a minha habilidade para declamar e atuar. 
Sou muito grata a essa escola por ter me ensinado através da arte algo que levaria muito tempo para aprender com livros didáticos. Pois eu posso até esquecer as falas, mas jamais esquecerei a lição de vida que aprendi com cada apresentação. Concluímos o ano com o projeto do SENART (Senador Ciência Cultura e Arte), com o tema: Circo: O Espetáculo Multicultural. Mesmo diante da crise conseguimos através da união desenvolver o projeto, aonde foram os alunos que deram o brilho no palco através da sua dedicação e participação. A EREM Senador Vitorino Freire é uma escola que atua como família, ela acolhe o aluno e ajuda a prepará-lo para a vida. Tudo isso que sou hoje devo a essa maravilhosa escola, pois foi ela que me reinventou a cada experiência vivida."

Andreza Kamylla Farias da Silva
Presidente da UMESA
União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Arcoverde.

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.