Projeto “Vou Sambar” homenageia Maestro Duda


O frevo e o samba vão tomar conta da edição deste mês do “Vou Sambar”. O projeto, que muda de local e passa a acontecer na Creperia Rouge, em Casa Forte, na Zona Norte do Recife, contará com show da cantora e compositora Adriana B, que recebe, neste sábado (1º), a partir das 14h, o grande ícone da música pernambucana, o Maestro Duda.
O show revisita sambas tradicionais e divulga composições inéditas do gênero pernambucano, além de prestar uma homenagem ao Maestro Duda pelos seus 80 anos de vida e 69 anos de sua primeira composição, o frevo “Furacão”.
Para quem for curtir o show, além de cair no samba e no frevo, poderá aproveitar ainda para ser solidário e ajudar na campanha “Natal do Bem com a Mesa Cheia”, que beneficiará todas as ONGs presentes nas edições do “Show do Bem” (projeto idealizado por Adriana, que acontece todos os últimos domingos de cada mês, no Marco Zero) entre abril de 2015 e dezembro deste ano.
O ingresso individual custa R$ 20 (preço único) + 1 Kg de alimento não perecível para a campanha. A festa acontece na parte da frente da Creperia Rouge, que tem vista bucólica para o jardim de Burle Marx. No local, será instalado um food truck. A Creperia Rouge fica na Praça de Casa Forte, nº 570. Outras informações pelo telefone (81) 3269-5344.
Homenageado
José Ursicino da Silva, conhecido como Maestro Duda, começou estudar música aos oito anos e aos dez já era integrante da Banda Saboeira, escrevendo logo a sua primeira composição, o frevo “Furacão”. Regente, compositor, arranjador e instrumentista, o artista é referência no cenário cultural do frevo. Chegou a tocar Oboé na Orquestra Sinfônica do Recife e formou várias bandas de frevo, tendo a carreira repleta de sucessos, como “Nino, o pernambuquinho”. Para o teatro, musicou “Um Americano no Recife”, com direção de Graça Melo, e outras peças dirigidas por Lúcio Mauro e Wilson Valença. Em 1970, voltou de São Paulo para o Recife, tornando a integrar a Orquestra Sinfônica e passando a atuar como professor/arranjador do Conservatório Pernambucano de Música. Compositor de diversos frevos, choros e sambas gravados por Jamelão, músicas para Quinteto de Sopros e Quinteto de Metais, Maestro Duda recebeu o prêmio de melhor arranjo de música popular brasileira em 1980, em concurso promovido pela Globo, Shell e Associação Brasileira de Produtores de Discos. Reconhecida a sua excelência cultural, foi eleito como Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco em 2010 e homenageado pelo Carnaval do Recife em 2011. 
Serviço:
Projeto "Vou Sambar"
Local: Creperia Rouge
Data: Sábado (1º)
Hora: A partir das 14h
Endereço: Praça de Casa Forte, nº 570
Preço único: R$ 20,00 + 1 Kg de alimento não perecível
Informações e reservas: (81) 3269-5344

Larissa Galvão

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.