Ministério da Cultura lança Projeto Filhos do Brasil para defender a paz e o respeito a diversidade de culto

O Ministério da Cultura lançou nesta terça-feira (10), em Brasília, e, parceria com a Fundação Palmares a campanha Os filhos do Brasil que pretende chamar a atenção da população e conscientizar a todos a respeito da intolerância religiosa. Lideranças de diversas religiões celebraram a diversidade de culto do Brasil e pediram mais harmonia na sociedade, cada um com seus símbolos, ritos, cantos e expressões. 

Arte: Reju
O crescimento da intolerância religiosa e a agressão a pessoas devido à fé que professam foram o motivo da criação da campanha Filhos do Brasil. Inúmeros casos, principalmente contra as religiões de matriz africana, foram registrados no País nos últimos anos. Alguns deles foram lembrados no evento, como o da menina Kailane Campos (apedrejada ao sair de um culto de Candomblé) e o da Mãe Gilda, que faleceu após agressão a seu centro . Em sua homenagem foi sancionada a Lei nº 11.635/2007, que institui o dia 21 de janeiro como o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa.  
De acordo com a presidente da Fundação Cultural Palmares (instituição vinculada ao Ministério da Cultura), Cida Abreu, Filhos do Brasil faz frente a todas as ações de intolerância. "É uma campanha mais ampla que trata de direitos, de ter o direito de acreditar naquilo que você professa independentemente da sua fé, religião e da cultura", discursou ao homenagear negros, mulheres, homossexuais, indígenas e quilombolas.  
O diretor da União Nacional das Entidades Islâmicas, Sheikh Mohamad Al Bukai, compartilha da relevância da campanha também contra o preconceito. "Esta é uma causa nobre para nós, mulçumanos. Nós sabemos muito bem o que é a intolerância religiosa e o preconceito. Hoje, cada um de nós não está defendendo a sua religião, mas sim todas as religiões. A diversidade deixa o Brasil muito rico culturalmente, o que deve trazer beleza e não conflito". 
O cantor e compositor Arlindo Cruz é o embaixador da campanha Filhos do Brasil. Ele participou da cerimônia em Brasília e aparece nas peças, que serão veiculadas na TV como o vídeo abaixo:



Opinião da blogueira:

Um dos dados que mais impressiona fornecido pela campanha , é de que as denúncias contra a intolerância religiosa cresceu em mais de 3.000% no Brasil.
Cá pra nós, é difícil acreditar que em um país onde a diversidade de raça, de língua e de religião encanta aos que aqui chegam , ser causa de desrespeito e violência de brasileiro contra brasileiro.
A beleza do Brasil está nas nossas diferenças de raça, de cor, de culto, e respeitar a crença do outro, as suas escolhas de vida, é algo fundamental , é o mínimo. Que lindo seria se todos aprendessem a conviver e a aprender com as diferenças.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.