A mudança da Feira de São Cristóvão - moradores e comerciantes se despedem da feira

Não existem dados específicos a cerca da data exata de inauguração de Feira do São Cristóvão, que muda de endereço à partir das próxima segunda-feira (16), passando a funcionar no "Pátio Lídio Cordeiro Maciel" na Rua João Pininga de Moraes. O fato é que entre amor e ódio , a feira acabou fazendo parte da vida de moradores, comerciantes e é claro, consumidores que deixavam o domingo para fazer a feira da sua casa e comer tapioca papeando.
Na última terça-feira , 10 de maio, o nosso blog foi bater perna pelo São Cristóvão e conheceu personagens do comércio local e moradores, ambos divididos entre a felicidade com a saída da feira e a tristeza pela sua mudança.


Dona Isabel Cintra, foi a primeira a nos receber durante o nosso passeio, como uma São Cristovence, nascida na cidade do São Cristóvão como ela disse, está triste com a retirada da feira. " Desde que me entendo por gente que eu conheço e frequento a feira do São Cristóvão, é a tradição do bairro. Eu não estou gostando não da saída da feira, ela não me incomoda em nada, pelo contrário, a mim favorece , apesar de saber que a maioria dos meus vizinhos não pensa da mesma forma; mas pra mim já é um costume; é a minha vida. O  São Cristóvão nunca mais será o mesmo, vou sentir muita falta. Eu estou feliz por ver a estrutura de qualidade que os feirantes terão,  a higiene , nisso a prefeitura está de parabéns, mas que eu vou sentir falta eu vou."


Dona Eva Miranda, se diz feliz com a mudança da feira, " Eu moro aqui há uns 05 anos, e eu achei boa a saída da feira daqui, por que no domingo isso aqui é uma agonia, muita sujeira, nem parece que é domingo  e tudo por causa da feira, e do barulho e sujeira que ela traz, eu não vou sentir falta nenhuma da feira, não sou mesmo. (risos)".


Dona Elizabeth, conhecida no bairro como Beta, está radiante com a mudança da feira " eu moro aqui há 44 anos , estou sem dormir de tanta alegria por ver que essa feira vai sair da minha porta, pra mim é uma festa. Esse povo bota lixo na minha porta, é muita sujeira, muita zoada de madrugada a gente não dorme. Se eu lhe disser minha filha, eu não tenho mais nem idade de votar, mais eu vou votar, só pra dar um voto a Madalena. Teve duas coisas que ela fez que político nenhum teve peito e nem coragem de fazer, tirar essa feira daqui e ajeitar a praça, só por isso pra mim já valeu. Eu tô doida pra ver a inauguração da praça. Isso aqui esteve abandonado muitos anos, vou votar em Madalena e tenho fá em Deus que ela vai se eleger."

Assim como os moradores, os comerciantes que possuem seus negócios em torno da feira , também estão divididos.

Nossa primeira visita foi na " Barbearia Santa Helena", aberta há 08 anos por seu Heleno Ferreira , que não estava nada satisfeito com a mudança da feira " pra mim , cada mudança traz um prejuízo, eu posso comprovar comparando os administradores de Arcoverde. Por que seu Áureo mudou a empresa de ônibus para a rodoviária e a cidade alta virou um buraco; perdeu a visão que tinha. Perdeu a frequência das pessoas. A mesma coisa acontece com a feira do São Cristóvão que Madalena está tirando do coração do São Cristóvão. Pra todos os comerciantes daqui a retirada da feira é um prejuízo, por que vai tirar o alto movimento que nós temos aqui que quem dá é a feira. Você lembra da festa de natal que Arcoverde tinha? A festa do comércio? Quando acontecia na Japiassu era linda, quando um certo vereador criou um projeto pra tirar a feira de lá acabou com a feira.  


O senhor Juraci, atua no ramos de calçados, dono da " Passarela da Moda", " eu tenho o comércio aqui há três anos, a feira pra mim era boa, mas eu não acredito que o movimento vá cair tanto assim não. Nós vamos continuar abrindo aos domingos e temos uma clientela já fiel, fora que sempre vem muitas pessoas de fora negociar em Arcoverde no dia da feira e elas aproveitam para fazer compras, então pra mim, não vai ser esse problema não".


Para Maria do Carmo , a Carminha do Magazine Santa Quitéria, discorda do seu Heleno, eu tenho comércio aqui há 30 anos. " Muita gente aqui inclusive comerciantes viviam aperriados por causa da feira , até o padre vivia reclamando, pra tirar a feira daqui, por que atrapalha muito. É muita sujeira, eles ficam na frente das vitrines, atrapalham muito. Esperamos essa mudança de muitos prefeitos e só Madalena teve o peito de fazer isso. Só a higiene que eles terão lá e a qualidade do espaço já será uma coisa muito boa. Lá é lindo; é bem organizado, não é aquela coisa espalhada. Madalena tá de parabéns."

Neste domingo, 15 de maio , acontece a última feira do São Cristóvão antes da mudança e nós traremos o sentimento daqueles que se despedem do local, os feirantes. Vamos ouvir os feirantes , ouvir o que pensam e o que sentem e quais as expectativas para essa nova etapa que se inicia.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.