Fernando Faro sai de cena aos 88 anos

Foto: Arquivo pessoal

Referência na divulgação da música brasileira em programas de televisão, Fernando Faro faleceu na madrugada desta segunda-feira, aos 88 anos, em São Paulo.
 
Fernando Faro começou sua carreira na TV na década de 1960, produzindo programas musicais e shows de artistas como Caetano Veloso, Chico Buarque, Gal Costa, Ney Matogrosso e Dorival Caymmi.
 
Criou, em 1969, o programa Ensaio, da TV Cultura, que recebia grandes nomes da MPB para registros intimistas, em que se buscava exibir a intimidade do artista convidado. Ao longo de 26 anos na TV Cultura, o programa recebeu mais de 700 artistas, entre eles Adoniran Barbosa, Cartola, Elis Regina e Tim Maia.
 
Foi um dos principais responsáveis pelo programa Divino, Maravilhoso – divulgador do Tropicalismo, apresentado por Caetano Veloso e Gilberto Gil, na TV Tupi, em 1968, e também idealizou os programas MobileTV Vanguarda e MPB Especial.
 
Em 1980, Fernando Faro produziu o Projeto Kalunga, que levou um grupo de 65 artistas, produtores e técnicos culturais brasileiros, liderado pelo cantor e compositor Chico Buarque, para uma série de shows em Angola, ao longo de 18 dias, a convite do então presidente angolano, o poeta Agostinho Neto. A turnê abriu intenso diálogo musical entre Brasil e Angola.
 
Em 2001, foi agraciado com a Ordem do Mérito Cultural (OMC) pelo Ministério da Cultura (MinC).
 
O ministro Juca Ferreira, em nome do Ministério da Cultura, manifesta seus sentimentos à família, aos amigos e aos admiradores de Fernando Faro.

Minc

Nenhum comentário

Amannda Oliveira. Tecnologia do Blogger.